Pneunorte
Publicidade
Banner Prefeitura Paranaíta
Publicidade
W3NT
Publicidade
DestaqueEDUCAÇÃO

Xiloteca do Campus da UNEMAT de Alta Floresta conta com exemplares que auxiliam em pesquisas e estudos

Uma Xiloteca é uma coleção/arquivo de madeira, trata-se de um local onde se armazenam diversos tipos de madeira e informações pertinentes a elas.

O campus da Unemat de Alta Floresta conta com uma Xiloteca chamada ‘José Hypólito Piva’, a coleção tem o objetivo de identificar, catalogar, registrar, preservar e divulgar cientificamente e tecnologicamente, madeiras tropicais, em especial da Amazônia, fornecendo dados para estudos botânicos e florestais da região. O professor Dr. Marcos Leandro Garcia, docente do curso de Engenharia Florestal é o curador da coleção.

A Xiloteca realiza um trabalho de grande importância, uma vez que promove o estudo das características morfológicas e anatômicas gerais das madeiras amazônicas e apoia os estudos que, por exemplo, objetivem a identificação de espécies. Ela tem parceria com o Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia e com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente – MT (SEMA), essa parceria, bem como outras, visa manter o intercâmbio científico de permuta/doação de amostras de madeiras, a fim de consolidar a coleção como referência para madeiras da Amazônia.

Em 2012 a Unemat, campus de Alta Floresta, em parceria com a SAMAF (Sociedade Amigos do Museu de História Natural de Alta Floresta), realizou o resgate de liana (cipós e trepadeiras) e madeira para Xiloteca, no canteiro de obras da Usina Hidrelétrica de Colíder da concessionária COPEL (Companhia Paranaense de Energia) e da CHTP (Usina Hidrelétrica Teles Pires). Este resgate resultou em 148 amostras que foram resgatadas e 127 amostras respectivamente distribuídas em 32 famílias, 98 gêneros e 123 espécies sendo que 111 (90,24%) foram identificadas em nível específico, 10 (8,13%) em nível de gênero e uma espécie em nível de família (0,81%), na CHTP.

Ainda sobre o resgate, a família registrada com maior número de espécies foi Fabaceae com vinte e três espécies; seguida de Moraceae, treze espécies; Malvaceae, com oito espécies; Apocynaceae, Euphorbiaceae e Sapotaceae, com sete espécies cada; Burseraceae com seis espécies; Annonaceae com cinco espécies; e Lauraceae, Rubiaceae e Vochysiaceae, com quatro espécies cada uma; e as mesmas foram acompanhadas de material botânico fértil (plantas), que foram depositados no Herbam.

Em sua base de dados, a Xiloteca possui lâminas histológicas permanentes das espécies tropicais angelim pedra (Hymenolobium petraeum), cambará (Vochysia paraensis Ducke) e cedrinho (Erisma uncinatum Warm), doadas para atividades de identificação e caracterização anatômica de lenho de madeiras tropicais, com auxílio financeiro do Projeto Edital Universal n° 003/2014 – FAPEMAT, sob a Coordenação do Prof° Dr° Wescley Viana Evangelista e a Coordenadora do Laboratório de Produtos Florestais Profª Drª Tatiana Paula Marques de Arruda.

Ademais, a coleção promove informação macroscópica e microscópica, idade das espécies depositadas, com secção transversal, longitudinal e radial das espécies coletadas nas Usinas, e também tem parceria com Instituto de Defesa Agropecuária do Estado Mato Grosso (INDEA), emitindo atestados de identificação de madeiras, proporcionando veracidade das amostras depositadas, tendo 30 espécies já atestadas com identificação de gênero, espécie e família pela instituição parceira.

O projeto também contribui com a pesquisa e apoio acadêmico, uma vez que oferece estágio curricular supervisionado para os discentes dos cursos de Engenharia Florestal e Biologia.

Fonte
Kauane Porpério/Assessoria
Prestiberiana Interno

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Com muito ❤ por go7.site
English EN Portuguese PT Spanish ES