Pneunorte
Publicidade
GALPÃO DO ESPORTE
Publicidade
Clinica Andre
Publicidade
POLÍCIASlideshow

Carlinda: padrasto é detido por estupro de menina de 11 anos; mãe também foi detida por saber do crime

Um homem de 55 anos e uma mulher de 38 anos foram detidos na noite de ontem, sexta-feira (08), no município de Carlinda (30 quilometros de Alta Floresta), ele por estupro da enteada de 11 anos de idade e mãe, por segundo a ocorrência, saber dos fatos e não tomar atitude para defender a filha.

A PM foi ao endereço após receber uma denúncia, no local ouviu do denunciante que o suspeito estava abusando sexualmente de uma criança de 11 anos, que o suspeito que é padrasto da menina, beijou a menor na boca e a passou a mão em suas partes intimas (por dentro da roupa), relatou ainda que em alguns momentos que estava acontecendo o abuso, a mãe estava do lado presenciando e que nada falava.

O Conselho Tutelar foi acionado e encontraram o suspeito, a mãe e a filha sentados em um banco fora da casa.

Encaminhados ao Núcleo da Pm, em sala separada, as conselheiras conversaram com a criança, que disse a elas que isso já aconteceu muitas vezes, que quando a mãe vai dormir, o padrasto ia para a cama dela, a beijava, tirava a sua roupa e que já houve penetração.

De acordo com as conselheiras, a criança disse que em uma data anterior, o suspeito ameaçou a criança para ela não contar para ninguém o que estava acontecendo e que iria dar um celular para ela se ela ficasse quieta.

Os integrantes do conselho ainda informaram a PM que provavelmente ocorreram outros abusos, pelo fato da criança começar a contar algo e parar, dizer que esqueceu aparentando estar com medo de terminar a fala.

Quanto ao suspeito, ao ser indagado sobre esta denúncia, ele assumiu “tive uns minutos de bobeira e fiz essa cagada, apenas beijei e passei a mão, mas nunca estuprei ela não”, disse.

Questionado se a mãe sabia sobre o que estava acontecendo, ele respondeu que achava que ela não sabia, ou se sabia e fingia que não via.

A mãe, relatou que não sabia, porém, a todo momento defendia o suspeito dizendo que ele era um bom marido, que se ele fosse preso, como ela pagaria o aluguel da casa e que a menina poderia estar mentindo.

Diante da situação o padrasto e a mãe da menor foram detidos e encaminhados à Delegacia Municipal de Alta Floresta. A menina ficou sob a responsabilidade do Conselho Tutelar.

Fonte
Redação Notícia Exata
Contal interno

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Com muito ❤ por go7.site
English EN Portuguese PT Spanish ES
Skip to content