sábado, 25 maio, 2024
InícioDesign da HomeDestaque com FotoNorma que valoriza manejo florestal irá fomentar comércio internacional de produtos madeireiros...

Norma que valoriza manejo florestal irá fomentar comércio internacional de produtos madeireiros de Mato Grosso

Norma que valoriza o manejo florestal sustentável ao garantir uma certificação de origem dos produtos atestado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) irá fortalecer o comércio internacional de produtos da base florestal e Mato Grosso. A Prática Recomendada ABNT PR 1020 – Manejo de floresta tropical nativa foi lançada oficialmente nessa quinta-feira (04.04).

O evento reuniu lideranças do governo do estado e do setor, como a Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), o Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem) e do Fórum Nacional das Atividades de Base Florestal (FNBF).

“Essa norma vai dar respaldo para a venda dos nossos produtos no mercado nacional e, principalmente, fora do país, onde encontramos um mercado exigente quanto a origem do produto. Com isso, haverá mais segurança para o cliente ao comprar produtos com rastreabilidade e ecologicamente sustentáveis”, pontuou o presidente do Cipem, Ednei Blasius. A entidade representa 523 indústrias madeireiras, gerando mais de 11 mil empregos diretos.

O presidente do Sistema Fiemt, Silvio Rangel, destacou a importância da norma para toda a cadeia industrial da madeira. “O setor de base florestal desempenha um papel essencial na economia e na preservação do meio ambiente, e a nova norma da ABNT é uma conquista importante para atestar a procedência e a sustentabilidade da madeira extraída. Com certeza, vamos agregar mais valor aos nossos produtos”, disse.

Na prática, de acordo com o presidente da ABNT, Mario William Esper, a madeira retirada é rastreada até o consumidor final, dando confiabilidade da origem do produto. “O consumidor consegue acompanhar de onde foi extraída a madeira, confirmando o meio legal da operação. A Certificação é emitida pela ABNT, sendo reconhecida internacionalmente”. A entidade está em mais de 16 países, com auditores na China, nos Estados Unidos, na África e na Europa.

Sisflora

A Certificação da ABNT entra como complemento do trabalho já realizado pelo Governo do Estado com o Sistemas de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais (Sisflora 2.0). A ferramenta foi implantada no ano passado, enquanto a Norma estava sendo construída e tem também como objetivo monitorar e controlar a comercialização e o transporte de produtos florestais em Mato Grosso.

“O estado se adiantou e previu a aplicação da norma no Sisflora 2.0, que está operando em 100% dos produtos florestais de origem nativa. Mato Grosso é o único estado da federação que tem a rastreabilidade em toda a cadeia produtiva de madeira nativa”, informou a secretária de Estado de Meio Ambiente (Sema), Mauren Lazzaretti.

Para o desenvolvimento da economia estadual, o secretário de Desenvolvimento Economico (Sedec), Cesár Miranda, acrescentou que a indústria da base florestal mato-grossense sai na frente de muitos estados. “Essa rastreabilidade, como prática sustentável é diferenciada de todas as outras federações do Brasil, abrindo mercados e mostrando que Mato Grosso está sempre na vanguarda no desenvolvimento”.

Algodão Social

Além do setor de base florestal, o setor de algodão também utiliza normas de certificação. Os produtores do estado aderiram ao processo de certificação realizado em parceria do Instituto Algodão Social (IAS) com a ABNT, que possibilitou a comercialização de mais de 15 milhões de fardos com o selo “Algodão Socialmente Correto”. A iniciativa começou em 2007, comprovando o respeito às normas trabalhistas e ambientais na produção da fibra em Mato Grosso.

Participe do nosso grupo de Whatsapp

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mais popular

Feito com muito 💜 por go7.com.br
Pular para o conteúdo