Pneunorte
Publicidade
Banner Prefeitura Paranaíta
Publicidade
W3NT
Publicidade
CULTURA

Docente da UNEMAT em Alta Floresta lançará livro sobre a filosofia da singularidade da vida humana

A docente Eliete Tereza Franchini Fouto, professora efetiva da Universidade do Estado de Mato Grosso, no Campus Universitário de Alta Floresta, licenciada em Pedagogia, pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), especialista em Psicopedagogia, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Mestre em Educação, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), lançará, na próxima sexta, dia 02/07/2021, na Biblioteca Pública Municipal “Ruy Ramos”, Centro Cultural “Helena Da Riva”, Praça Da Cultura, Alta Floresta-MT, às 19h30min. um livro de sua autoria intitulado: A SINGULARIDADE HUMANA SOB A ÓTICA DE BARUCH SPINOZA

A professora, também artista plástica e artesã, possui vasta experiência acadêmica, lecionou em Escolas de Pré-escola, Ensino Fundamental e Médio, no Ensino Superior: graduação e tecnólogo e em Cursos de Pós-graduação Lato Sensu, MBA e Stricto Sensu (mestrado). Foi Coordenadora Pedagógica, Supervisora Escolar, Gerente de Assuntos Técnicos e Pedagógicos, Chefe de Departamento e Secretária das Sub-sedes dos Sindicatos dos Professores do ensino fundamental e superior (Sintep-MT e ADUNEMAT). Na UNEMAT coordenou projetos e eventos na área de educação, meio ambiente, biologia e museologia; participou dos processos de criação de novos cursos e projetos de ensino-pesquisa-extensão nas áreas da educação, agroambientais e patrimoniais. Processos e projetos que deram origem a pesquisa que culminou na obra a ser lançada.

Segundo a sinopse do livro: “A singularidade humana sobre a ótica de Baruch Spinoza é um estudo filosófico que surgiu da problemática suscitada por discussões, experiências e percepções de que por mais que o ser humano e/ou profissional se esforce para mudar de atitude e/ou sua práxis de modo significativo, na prática, não consegue concretizar a ação de mudança, muda muito pouco ou, às vezes, de modo contrário ao que se propõe ou que lhe é solicitado. Nesta obra, o caminho escolhido foi o de uma ação reflexiva da proto-modernidade, traçada por Baruch Spinoza.”

No livro, a autora discorre, entre outras questões, sobre a ética como base de sustentação das ações humanas e a relação do (e no) ser humano: consigo, com o outro e com as coisas do entorno. A obra é resultado de anos de trabalho e dedicação à educação, sendo fruto de muita pesquisa e experiência em ensino básico e superior.

A publicação da obra é resultado de um Projeto com a mesma denominação do título, proposto pela autora e aprovado pelo Edital nº05/2020/SECEL/MT NASCENTE/SECEL-MT, conforme o TERMO DE COMPROMISSO ESPECIAL Nº 416/NAS/2020 E PROCESSO N°. 495979/2020, no âmbito das ações da LEI ALDIR BLANC em Mato Grosso (Lei 14.017/2020), da Secretaria do Estado de Cultura, Esporte e Lazer, Governo de Mato Grosso, Secretaria Especial da Cultura do Governo Federal, Ministério do Turismo e Governo Federal para artistas e técnicos do setor cultural em todos os seus segmentos.

Nas palavras da autora: “O projeto consistiu na publicação de uma obra Literária sobre o vir a ser da singularidade humana sob a ótica de Baruch Spinoza – uma contribuição para a compreensão de como nos tornamos o que somos, por meio das experiências reais e significativas no decorrer de nossa existência. Nela discutimos também sobre as possíveis contribuição do pensamento de Spinoza para um olhar sobre a singularidade do professor e/ou de outros profissionais, em especial, dos artistas.”

Foram publicados 1.000 (mil exemplares), deste total, uma parcela será doada para as instituições e órgãos envolvidos (65%), uma parcela será comercializada (25%) e outra será destinada à reserva técnica (10%).

As instituições envolvidas no projeto e que também receberão os exemplares são: UNEMAT, UFRGS, UFMT, IFMT E UNIFLOR; SEDUC-MT – Assessorias Pedagógicas e Cefrapro’s; Secretaria de Educação de Alta Floresta e bibliotecas das escolas municipais, estaduais e particulares de Alta Floresta; : SECEL- MT – Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça, Secretaria de Cultura e Juventude de Alta Floresta; Biblioteca Pública Municipal de Alta Floresta ‘Ruy Ramos” e Bibliotecas Comunitárias – TEAF e Ciranda Da Terra.

Viveiro interno

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Com muito ❤ por go7.site
English EN Portuguese PT Spanish ES