Pneunorte
Publicidade
Banner Prefeitura Paranaíta
Publicidade
W3NT
Publicidade
ManchetesPOLÍTICA

Mendes diz que secretários candidatos serão exonerados em 2022

O governador Mauro Mendes (MDB) negou, nesta sexta-feira (19), que vá exonerar em dezembro os secretários estaduais que pensem em sair candidatos nas eleições de 2022. Segundo ele, as trocas no staff devem ocorrer apenas a partir de janeiro.

“Em dezembro não sai ninguém. Se for sair, é de janeiro em diante. Eu garanto que de janeiro a março todos que quiserem sair candidatos vão deixar os cargos”, disse, durante evento no Distrito Industrial de Cuiabá.

Segundo a legislação eleitoral, a desincompatibilização do cargo deve ser feita por pretensos candidatos até seis meses antes do pleito, ou seja, abril do ano que vem.

O pedido de saída antecipada das secretarias, no entanto, teria sido feito por deputados estaduais que integram a base governista. Eles teriam alegado que o desligamento ajudaria a evitar uma “concorrência desleal”.

Até o momento, já tiveram os nomes ventilados para disputar cargos na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal os secretários Alberto Machado (Cultura, Esporte e Lazer), Gilberto Figueiredo (Saúde), Silvano Amaral (Agricultura Familiar) e Alan Porto (Educação), além do presidente da MT Par, Wener Santos.

Mendes, no entanto, confirma a movimentação de apenas dois secretários até o momento.

“Oficialmente, nenhum me disse nada ainda. Estão se movimentando o Beto e o Gilnerto, agora se eles vão ou não sair como candidatos é uma decisão lá para a frente”, disse.

“Não estou preocupado em discutir minha candidatura, vou discutir dos outros?”, questionou o emedebista, que já afirmou em diversas ocasiões que apenas falará sobre a sua possível saía à reeleição no ano que vem.

Fonte
LISLAINE DOS ANJOS E CÍNTIA BORGES/Midianews
Contal interno

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Com muito ❤ por go7.site
English EN Portuguese PT Spanish ES