quarta-feira, 21 fevereiro, 2024
PREFEITURA ALTA FLORESTA - COVID
InícioDesign da HomeDestaqueSuspeito de crime ambiental se revolta durante fiscalização e destrói carros da...

Suspeito de crime ambiental se revolta durante fiscalização e destrói carros da Sema em MT

Um homem de 54 anos, suspeito de praticar crime ambiental em uma fazenda em Colniza, a 1.065 km de Cuiabá, foi preso na segunda-feira (11) após se revoltar com a apreensão de um maquinário e, em seguida, destruir duas caminhonetes da Secretaria de Meio Ambiente de Mato Grosso (Sema-MT). Populares que estavam no local registraram o momento em que o fazendeiro parte para cima das viaturas. 

De acordo com a Polícia Militar, a equipe da Sema estava na propriedade para fiscalizar uma suspeita de desmatamento que foram identificados na região, inclusive em Áreas de Preservação Permanente (APP).

Acesse este link para entrar no grupo do WhatsApp e receber mais notícias

Ao chegarem no local, o homem se apresentou como proprietário da fazenda e, a princípio, colaborou com a fiscalização.

Pouco tempo depois a equipe flagrou um trator esteira derrubando arbustos e demais vegetações. Diante do flagrante, um dos agentes questionou o fazendeiro sobre a autorização para a ação e o homem respondeu que não tinha.

Segundo a polícia, o agente pediu que o maquinário fosse levado para a sede da fazenda, onde seria decidido pela apreensão ou remoção. Ao perceber que a máquina seria levada, o homem começou a gritar com os agentes, dizendo que o equipamento não sairia do local.

Em seguida, o suspeito entrou em um trator e dirigiu em direção à viatura. O proprietário só freou quando parte da máquina já estava em cima do veículo.

Após descer do maquinário, o investigado pegou uma ferramenta de ferro e golpeou as duas caminhonetes da Sema que estavam no local, amassando a lataria e quebrando lanternas e janelas.

Nas imagens é possível ver que a equipe policial e o filho do do fazendeiro tentam acalmá-lo, mas não não obtiveram sucesso.

Depois de algemado, o fazendeiro ameaçou usar armas de fogo que possuía em casa para impedir a prisão e ainda proferiu ofensas de cunho racista contra um dos servidores, informou a polícia.

O homem foi levado para uma delegacia da Polícia Judiciária Civil para prestar esclarecimentos e o maquinário foi apreendido.

Contal interno

Participe do nosso grupo de Whatsapp

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mais popular

Feito com muito 💜 por go7.com.br
Pular para o conteúdo