segunda-feira, 27 maio, 2024
InícioDesign da HomeDestaque com FotoNamorada de menor de 15 anos acionou aplicativo e venderia carros roubados

Namorada de menor de 15 anos acionou aplicativo e venderia carros roubados

O latrocida Lucas Ferreira Santos, 20 anos, em depoimento à Polícia Civil, revelou
que conheceu os adolescentes de 15 e 17 anos há apenas um mês e que rapidamente começaram a planejar a prática de roubo de carros de motoristas de aplicativos em Cuiabá e Várzea Grande para levantar dinheiro.

Os veículos seriam levados pela namorada do garoto de 15 anos. Ela, que já é maior de idade, ficaria responsável por arranjar compradores para os carros subtraídos. O trio foi detido no início da semana pelos assassinatos macabros dos motoristas de aplicativo Elizeu Rosa Coelho, de 58 anos; Márcio Rogério Carneiro, de 34 anos e Nilson Nogueira, de 42 anos.

“Que [o menor] tem um relacionamento amoroso com [a mulher] que é maior de idade; que já viu [a mulher] pessoalmente e sabe apenas que ela seria a pessoa responsável para arrumar compradores para os veículos subtraídos; que não sabe dizer se [a mulher] é faccionada”, traz trecho do depoimento.

Ainda segundo as informações, as corridas eram feitas através do celular da namorada dele, a qual era responsável por procurar os compradores dos carros roubados.

Segundo a confissão dos próprios suspeitos, há o envolvimento direto na participação nos homicídios de um homem, o qual não foi localizada pelas forças policiais. A namorada do menor também não foi localizada.

Depois de roubar e matar as vítimas, os criminosos esconderam os corpos em matagais de Várzea Grande. O corpo de Márcio foi encontrado na região do Chapéu do Sol, enquanto os corpos de Nilson e Elizeu foram localizados em um lixão próximo ao bairro Capão do Pequi, após diligências da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

As vítimas foram mortas a pauladas e facadas, com requintes de crueldade. De acordo com o delegado Nilson Farias, que conduz as investigações na DHPP, os criminosos agiram como ‘serial killers’, tanto que um deles chegou a revelar que pretendiam fazer novas vítimas caso não fossem presos.

Conforme o delegado, um dos adolescentes relatou que tinha planos de matar um motorista por dia. As investigações da DHPP começaram na manhã de sábado, após a equipe do Núcleo de Desaparecidos receber informações sobre a primeira vítima, Elizeu Coelho. Entre a noite de sábado e a manhã de segunda-feira, a equipe do Núcleo de Desaparecidos recebeu comunicações sobre o desaparecimento de outros dois motoristas de aplicativos, Nilson Nogueira e Márcio Rogério Carneiro.

A última denúncia referente ao desaparecimento de Márcio foi feita na manhã de segunda-feira ao NPD. A esposa relatou que ele saiu de casa por volta das 21h de domingo dirigindo um Fiat Palio branco, locado, e desde então não fez mais contato.

Na mesma manhã, o veículo foi localizado pelo proprietário, sem as placas, no bairro Cristo Rei. “As diligências ininterruptas ocorreram desde sábado, quando a equipe recebeu a comunicação do primeiro desaparecimento, e empreenderam diligências durante o final de semana, continuando nesta segunda-feira, com a indicação de mais dois desaparecidos. Redobramos os esforços que culminaram com a prisão de um maior e dois menores, que confessaram os crimes,” explicou o delegado Olímpio da Cunha Fernandes Jr, que também atua nas investigações na DHPP.

Os três foram encaminhados no fim da noite de segunda-feira para a sede da DHPP, interrogados e autuados em flagrante pelos crimes e atos infracionais análogos, respectivamente, a roubo majorado pelo concurso de pessoas, restringindo a liberdade das vítimas, grave ameaça com emprego de arma branca e homicídio em decorrência da violência e ocultação de cadáver das vítimas. O adulto responderá ainda por corrupção de menores.

Participe do nosso grupo de Whatsapp

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mais popular

Feito com muito 💜 por go7.com.br
Pular para o conteúdo