domingo, 14 julho, 2024
InícioECONOMIASetor florestal fortalece economia de Mato Grosso por meio de parcerias nacionais...

Setor florestal fortalece economia de Mato Grosso por meio de parcerias nacionais e internacionais

Indústria madeireira aumenta projeção e acesso aos mercados consumidores com realização de eventos técnicos e comerciais

O Setor de base florestal de Mato Grosso intensifica ações de fomento com o mercado nacional e internacional. Ontem segunda-feira, 13, às 18h30, foi realizado em São Paulo (SP) um jantar de intercâmbio para promoção e atração de investimentos chineses de Macau e Hengqin.

Participam do encontro o vice-presidente do Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira de Mato Grosso (Cipem), Zico Sigfrid Kirsch, o cônsul-geral da República Popular da China em São Paulo, Yu Peng, o vogal executivo do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (Ipim), Sam Lei, além de representantes da Agência Brasileira de Promoção e Exportação e Investimentos (Apex Brasil), da Associação Brasileira de Zonas de Processamento de Exportação (Abrazpe) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Dedicado à promoção do comércio exterior e do investimento na região de Macau, o Ipim foi fundado em 1997 e desempenha um papel fundamental promovendo oportunidades de negócios, facilitando o comércio internacional e apoiando o investimento estrangeiro. Oferece uma série de serviços e programas para empresas locais e internacionais, interessadas em expandir seus negócios em Macau. Isso inclui a organização de feiras e eventos comerciais, a facilitação de missões comerciais e empresariais, a prestação de serviços de consultoria e assistência técnica, bem como a promoção de investimentos externos em setores-chave, diversificando a economia local e o desenvolvimento sustentável da região.

Foto: Divulgação

Industriais associados ao Cipem estiveram em Macau, na China, no Fórum Global da Madeira, em novembro de 2023. No contexto global, tanto a China como a Índia se destacam como importantes consumidores de produtos madeireiros, extraídos de áreas de manejo florestal sustentável (MFS), observa o presidente do Cipem, Ednei Blasius.

Novas missões empresariais estão programadas em 2024 com destino aos dois países asiáticos e à França. Nos dias 28 a 30 deste mês, uma comitiva de empresários associados ao Cipem estará na feira Carrefour International du Bois, em Nantes, região localizada no oeste da França. Ponto de encontro crucial para profissionais da indústria madeireira, incluindo fabricantes, distribuidores, fornecedores de equipamentos e serviços, bem como arquitetos e designers que trabalham com madeira em suas criações, a Carrefour International du Bois oportuniza aos participantes conhecer as últimas tendências, tecnologias e produtos relacionados à madeira, além de estabelecer contatos comerciais e parcerias estratégicas. Oferece exposição de produtos e serviços, conferências, workshops e demonstrações técnicas. O Cipem participa do evento com um espaço exclusivo, totalmente estruturado em madeira nativa mato-grossense.

No próximo mês, de 19 a 21 de junho, será realizada a 5ª edição do Dia na Floresta, no município de Alta Floresta, destacando a produção por meio de Planos de Manejo Florestal Sustentável (PMFS), além da realização de rodada de negócios. O evento é promovido pelo Cipem com apoio de parceiros.

Lideranças e empresários do setor de base florestal retornam a São Paulo (SP) no começo do segundo semestre de 2024 para participar da ForMóbile, no período de 2 a 5 de julho de 2024. A ForMóbile é uma das principais feiras internacionais da indústria de móveis e madeira na América Latina.

Realizada a cada dois anos, reúne fabricantes, fornecedores, designers, arquitetos e profissionais do setor para apresentar as últimas tendências, produtos e tecnologias relacionadas ao mobiliário e à indústria da madeira. Em março deste ano, o Cipem também realizou junto com o Fórum Nacional das Atividades de Base Florestal (FNBF), a 2ª edição do evento “Madeira Sustentável: o futuro do mercado”, no Rio de Janeiro (RJ).

“Mato Grosso tem 5,025 milhões de hectares de florestas manejadas e conservadas. Produz 7 milhões de metros cúbicos (m3) de madeira a partir de Planos de Manejo Florestal Sustentável (PMFS) e recolheu R$ 66 milhões em impostos (em 2022). É um setor importante para economia estadual, sendo o principal gerador de receita em vários municípios, além de ter um sistema de rastreamento da produção florestal (Sisflora 2.0) que é o mais eficiente do mundo, garantindo a procedência e legalidade dos produtos mato-grossenses”, destaca Blasius.

Há potencial para avançar ainda mais e alcançar 7 milhões de hectares de florestas manejadas e conservadas no território mato-grossense, segundo levantamento da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema). Em Mato Grosso, o Cipem congrega 8 sindicatos e 523 indústrias, localizadas em 66 dos 142 municípios do Estado, empregando 12.712 pessoas. “Queremos aumentar a inserção dos produtos florestais no mercado interno e internacional”, ressalta o presidente do Cipem.

Organização coletiva – Um dos polos de produção madeireira em Mato Grosso, o município de Sinop sediou encontro de lideranças e empresários da indústria de base florestal no último final de semana. Durante a Assembleia Geral Ordinária do Sindicato das Indústrias Madeireiras do Norte do Estado de Mato Grosso (Sindusmad), no sábado, 11, foram apresentadas as ações desenvolvidas pelo Cipem em prol de seus associados.

Entre as medidas de fomento ao setor destacam-se o levantamento, coleta, identificação e tombamento de herbário de 32 espécies arbóreas nativas do território mato-grossense e de interesse comercial, bem como a criação de linha de crédito junto ao Banco do Brasil (BB) para custeio de Manejos Florestais Sustentáveis (MFS), no âmbito do Plano Safra 2023/2024, lançado pelo governo federal, além da publicação da Instrução Normativa (IN) 01/2024 que atualizou a IN 06/2023, trazendo soluções importantes para a produção florestal.

Localizado no médio-norte do Estado, Sinop também recebeu o Encontro da Indústria, na sexta-feira, 10, na sede do Sindusmad, com a participação do presidente do Sistema Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), Sílvio Rangel, que abordou os principais gargalos do setor na região, sendo a logística, energia e mão de obra. Presidente do Sindusmad, Felipe Antoniolli, destacou a realização dos eventos no município, que vem fortalecendo a industrialização. “A Assembleia Geral é uma prestação de contas e a presença dos presidentes do Cipem, da Fiemt e do Fórum Nacional de Base Florestal (FNBF) valoriza nosso Sindicato”. Presidente do Cipem completou elogiando o compromisso e apoio dos associados do Sindusmad com as causas do setor. “É um Sindicato muito atuante, com um papel de destaque no Estado”, ressaltou.

Participe do nosso grupo de Whatsapp

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mais popular

Feito com muito 💜 por go7.com.br
Pular para o conteúdo