Pneunorte
Publicidade
GALPÃO DO ESPORTE
Publicidade
Clinica Andre
Publicidade
ECONOMIA

MT terá que pagar Bank of America até terça-feira

A tentativa de negociação do Governo do Estado junto ao Bank Of America não rendeu frutos. A instituição financeira internacional rejeitou a proposta do Executivo Estadual de adiar para o mês de setembro o pagamento de uma parcela no valor de R$ 146 milhões, referente a dívida que Mato Grosso possui com o banco. 

Esta parcela venceu no último dia 10, mas até o momento o Governo não efetuou o pagamento. Diante das tratativas que estavam tendo com a instituição financeira, a equipe econômica do Estado, usando uma cláusula do contrato com o banco norte-americano que permite o atraso no pagamento da parcela em até 30 dias da data do vencimento, havia suspendido o pagamento.

A intenção era “jogar” o pagamento desta parcela para setembro, que é quando vence outra parcela da dívida. A estratégia era ganhar tempo, tendo em vista que o Executivo tem trabalhado para garantir a liberação de um crédito junto ao Banco Mundial no valor de U$ 250 milhões. Este montante, conforme o governador, será utilizado para quitar a dívida do Estado com o Bank Of America. 

“Tivemos uma resposta ontem definitiva do Bank of America e, infelizmente, teremos que pagar essa parcela de R$ 146 milhões ainda em março. Este, definitivamente, será o pior mês do ano”, afirmou o secretário de Fazenda, Rogério Gallo. 

Diante disso, o Governo deve honrar com o pagamento desta parcela até a próxima terça-feira (2). “O banco americano não teria nenhum prejuízo, mas infelizmente, em função da insensibilidade deles, teremos que pagar essa parcela até a próxima terça-feira. “Infelizmente isso nos traz um custo social enorme, que é um dinheiro que vai para pagar dívida e juros da dívida e que poderíamos usar em áreas como a Saúde, Segurança, Educação, além de cobrir um pouco nosso déficit com os servidores”, acrescentou. 

Banco Mundial – O projeto de lei encaminhado pelo governador Mauro Mendes, pedindo autorização para a tomada de um empréstimo junto ao Banco Mundial, estabelece um teto de até US$ 332,6 milhões para a operação. 

“É importante esclarecer que o montante acima mencionado representa o teto da operação, já autorizado pela Secretaria do Tesouro Nacional. Entretanto, a quantia deverá ser suficiente, unicamente, para a quitação da dívida com o Bank of America”, justificou o democrata na mensagem. 

Atualmente, o montante da dívida com a instituição financeira é de, aproximadamente, US$ 250 milhões.

Contal interno

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Com muito ❤ por go7.site
English EN Portuguese PT Spanish ES
Skip to content