domingo, 14 julho, 2024
InícioPOLÍCIASorriso: laudo desmente versão de assassino sobre estupro de menor

Sorriso: laudo desmente versão de assassino sobre estupro de menor

O primeiro laudo de DNA concluído pela Politec (Perícia Oficial de Identificação Técnica), no caso da chacina de Sorriso em que mãe e filhas foram mortas, desmente a versão apresentada pelo assassino em depoimento.

Questionado se introduziu o pênis em alguma das vítimas, o interrogado afirma que não

O pedreiro Gilberto Rodrigues dos Anjos, de 32 anos, afirmou ter estuprado as vítimas usando apenas os dedos, mas o material genético encontrado na menor de 13 anos comprova a conjunção carnal.

Cleci Calvi Cardoso, de 46 anos, e as filhas dela, Miliane Calvi Cardoso, 19, e duas menores de 13 e 10 anos, foram brutalmente assassinadas pelo pedreiro.

Em depoimento, Gilberto confessou ter matado as quatro vítimas e ter estuprado três delas – as mais velhas – usando os dedos.

“O interrogado esclarece que não fez nada com o corpo da vítima menor; que quanto às outras três vítimas, o interrogado afirma que depois de tirar as roupas delas introduziu os dedos nas vaginas delas. […] Questionado se introduziu o pênis em alguma das vítimas, o interrogado afirma que não”, diz trecho de documento.

O primeiro laudo foi concluído na sexta-feira (1) e desmente a versão apresentada em depoimento.

“O exame comprovou que o material genético coletado nas partes íntimas da vítima M.C.C., de 13 anos, é compatível com a amostra doada pelo suspeito”, diz trecho de nota.

Esse é apenas um dos laudos solicitados pela Polícia. Entre os outros estão a análise dos tufos de cabelo encontrados na mão da vítima de 19 anos e as roupas que Gilberto usou para cometer o crime.

O caso

As vítimas foram assassinadas entre a noite de sexta-feira (24) e a madrugada de sábado (25). Os corpos só foram encontrados na manhã de segunda-feira (27) pela Polícia.

O patriarca da família estava no Paraná a trabalho, e perdeu contato com elas desde a sexta-feira.

Gilberto Rodrigues dos Anjos foi preso na segunda, pouco depois de os corpos terem sido encontrados. Ele confessou a autoria e entregou à Polícia as roupas íntimas das vítimas, levadas por ele da cena do crime.

A mãe e as duas filhas mais velhas tiveram seus pescoços cortados, os ferimentos eram profundos. A filha mais nova foi asfixiada até a morte, com o auxílio de um travesseiro.

Além de matar as vítimas, o pedreiro teria abusado sexualmente delas.

Participe do nosso grupo de Whatsapp

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mais popular

Feito com muito 💜 por go7.com.br
Pular para o conteúdo