segunda-feira, 27 maio, 2024
InícioDesign da HomeDestaque com FotoPeixoto de Azevedo: Delegada relata BO e dívida pode ter motivado homicídios

Peixoto de Azevedo: Delegada relata BO e dívida pode ter motivado homicídios

Desavença por dívidas é a principal suspeita para o duplo homicídio registrado em Peixoto de Azevedo na tarde de domingo (21). Duas pessoas foram mortas e uma baleada enquanto confraternizavam após o almoço. Os criminosos são mãe, filho e o companheiro da suspeita, que estão foragidos.

Em vídeo, a delegada da cidade, Anna Paula Marien, informou que mais cedo os suspeitos Inês Gemilaki e o filho, o médico Bruno Gemilaki Dal Poz, tinham registrado um boletim de ocorrências contra a vítima. O teor do registro não foi informado.

Horas depois, Inês, Bruno e o companheiro da suspeita, foram ao local onde a vítima estava com convidados para um almoço de domingo. Mãe e filho invadem a casa e ela descarrega a arma que traz consigo contra os presentes. Em seguida todos fogem.

Segundo a delegada, os suspeitos eram inquilinos da vítima e saíram do imóvel deixando dívidas. Por conta das contas, a o locatário moveu uma ação contra os acusados e isso pode ter resultado no crime.

“Havia desacordo em relação ao imóvel, ao sair da residência deixou dívida, o que gerou ação judicial e culminou neste crime bárbaro”, disse a delegada.

Pilson Pereira da Silva, 80, e Rui Luiz Bogo, 43, morreram no local. Já o padre foi ferido, passou por cirurgia e passa bem. A vítima principal com quem a família tinha desavenças não foi atingido. Ele teve lesões por conta dos estilhaços de vidro.

Câmeras do circuito de segurança da casa mostram a ação dos criminosos ao invadir a casa e fugir do local em uma caminhonete Ranger, dirigida pelo terceiro suspeito. Após o crime, mãe e filho foram filmados em um posto de combustíveis de Matupá (695 km ao norte), onde comparam refrigerantes e cerveja.

Participe do nosso grupo de Whatsapp

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mais popular

Feito com muito 💜 por go7.com.br
Pular para o conteúdo