domingo, 16 junho, 2024
InícioPOLÍCIAAlta Floresta: golpista se passa por médico para tirar dinheiro da família...

Alta Floresta: golpista se passa por médico para tirar dinheiro da família de paciente hospitalizada

O caso foi comunicado ontem, domingo (09), junto a Polícia Militar de Alta Floresta. A vítima que é familiar de uma senhora que está internada em um hospital de Alta Floresta, perdeu quase R$ 6 mil ao cair um golpe, onde o estelionatário se passou por médico e pediu transferências para realizar exames na pessoa internada.

Conforme a vítima, na manhã da última quinta-feira (06), quando estava em Sinop, recebeu uma ligação de um homem que se dizia médico do hospital, o estelionatário disse que queria falar com a mãe da vítima a respeito de uma paciente (avó), que estava internada na UTI.

O homem disse que a avó da comunicante necessitava realizar duas tomografias computadorizadas e que esses procedimentos ficariam no valor de R$ 3.280,00 (três mil duzentos e oitenta reais) e que haviam ainda mais medicações que ficariam no valor de R$840,00 (oitocentos e quarenta reais).

Mais tarde, recebeu nova ligação do suposto médico que pediu mais R$ 840,00 (oitocentos e quarenta reais) para novas medicações.

A vítima relatou que o suposto médico disse que precisava desses exames com urgência pois a avó da vítima estava com uma hemorragia no fígado e não aguentaria esperar pelos exames do SUS, alegando que haveria vaga somente na quarta-feira, dia 12 de junho.

A vítima relata que fez as transferências via pix e por volta das 14h00 do mesmo dia, o suposto médico novamente ligou para a vítima e pediu mais uma quantia de R$ 1.050,00 (mil e cinquenta reais), para fazer um novo exame (endoscopia múltipla avançada) e a vítima novamente fez a transferência via pix.

O valor total de todas as transferências foi de R$ 5.930,00 (cinco mil novecentos e trinta reais).

A mulher informou que ligou para uma assistente social em Alta Floresta e disse que havia feito essas transferências, mas a assistente social nada comentou.

Após, se deslocou de Sinop para Alta Floresta juntamente com sua mãe para verificarem a situação da avó e na casa de apoio onde estão acolhidas ouviu comentários de pessoas que haviam sofrido golpes semelhantes.

Então desconfiou da situação e ontem, domingo, foi até o hospital e perguntou se havia um “Dr. Antônio” cardiologista e um funcionário da recepção e uma enfermeira falaram para a vítima que não havia um médico com esse nome no referido hospital, então a mulher percebeu que havia caído em um golpe.

A PM realizou checagem no sistema SIOSP-GEO para verificar os antecedentes da pessoa favorecida com as transferências e foi localizada essa pessoa no sistema.

O caso foi registrado e encaminhado à Polícia Civil.

Participe do nosso grupo de Whatsapp

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mais popular

Feito com muito 💜 por go7.com.br
Pular para o conteúdo