domingo, 14 abril, 2024
InícioCIDADESAlta Floresta: locomoção sem automóveis contribui para a adoção de hábitos mais...

Alta Floresta: locomoção sem automóveis contribui para a adoção de hábitos mais saudáveis

Caminhar ou pedalar até o trabalho, escola ou de volta para casa pode favorecer a adoção de um estilo de vida mais saudável, barato e que muitas vezes oferece até um tempinho a mais para aproveitar o dia. Esses hábitos também auxiliam quem não tem disponibilidade de fazer exercícios, gera economia e ajuda o meio ambiente.

Uma outra vantagem da locomoção sem automóveis é vivenciar uma relação mais íntima com a cidade ou com o bairro em que vive, passando a enxergar os detalhes que muitas vezes não vemos pela correria do dia a dia como imóveis com arquitetura diferenciada, momentos de alegrias das pessoas nas ruas ou casas, árvores, flores, frutas e até escutar o canto dos pássaros.

A profissional de Educação Física Juliane Levinski conta que sempre utilizou a bicicleta como um meio de se locomover. “Eu sempre gostei de pedalar. Quando tinha 9 anos fiz até uma campanha para ganhar uma bike colocando bilhetinhos no banheiro, dentro das botas do meu pai, nos armários e no natal daquele ano ganhei meu sonhado presente que utilizava para ir brincar na casa dos amigos, na catequese e aos treinos de futebol. Quando cresci comecei a utilizá-la para trabalhar e esse hábito pratico até hoje. Mesmo quando morava no Sul do país, onde há muitos morros a bicicleta era minha companheira”. Juliane mora hoje em um bairro próximo do seu local de trabalho o que facilita seu deslocamento de bike.

Pedalar e caminhar são ótimos exercícios cardiovasculares, proporcionam benefícios para a circulação, tônus muscular dos membros inferiores e é uma atividade de pouco impacto e com baixo risco de lesões. Essas atividades ajudam a manter ou até perder peso corporal, aceleram o metabolismo, evitam o acumulo de gordura no organismo e liberam endorfina e serotonina, substâncias que causam a sensação de prazer e do bem-estar.

Já o professor de sistemas da informação da Unemat (Universidade Estadual de Mato Grosso), Tales Bogoni, adotou a caminhada como meio de se locomover entre sua residência e o emprego. Ele conta que há dez anos adotou esse hábito. “Sempre moro próximo ao local de trabalho, principalmente em cidades maiores”. Atualmente Tales mora em Sinop, no Aquarela das Artes onde há um campus da Unemat e que proporciona uma caminhada tranquila e segura todos os dias. “Para mim é bem tranquilo, só atravessar a rua”, brinca. “A vantagem é que ganho pelo menos 1 hora por dia evitando o trânsito nos horários de pico”, finaliza.

Uma nova centralidade urbana, como o Aquarela Hamoa Bairro Planejado Aberto, que segue a premissa do novo urbanismo, oferece aos seus moradores ciclovias/pistas de caminhadas, ruas orgânicas e sem cruzamentos que auxiliam na redução da velocidade de veículos, faixas de pedestres e placas de sinalização, que contribuem para um deslocamento mais seguro. O bairro já conta com 1.700 metros lineares de ciclovia segura e iluminada localizada na avenida Maragogi.

Em breve, o bairro que é de múltiplo uso com terrenos que abrigarão moradias, grandes e pequenas empresas e área comum para moradores e frequentadores com lago contemplativo, bosque, equipamentos esportivos e de lazer que proporcionarão mais tempo para as famílias, mais reuniões de vizinhos e mais deslocamentos a pé para compras, consultas médicas, escola, faculdade e diversão, se tornará um local harmonioso e mais seguro onde as pessoas poderão  trabalhar, estudar e divertir-se a poucos passos de casa.

Participe do nosso grupo de Whatsapp

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mais popular

Feito com muito 💜 por go7.com.br
Pular para o conteúdo