Pneunorte
Publicidade
Banner Prefeitura Paranaíta
Publicidade
W3NT
Publicidade
AGRONEGÓCIOSDestaque

Rebanho mato-grossense cresce em 2021 e se aproxima de 32 milhões de cabeças

O rebanho foi contabilizado por meio da vacinação de febre aftosa que ocorreu em maio deste ano, quando foram imunizados animais de todas as idades. “Com isso, foi registrado um acréscimo de 3,19% no comparativo com o ano passado, o que correspondeu com o total de 31,97 milhões de bovinos”, destacam analistas do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Ao analisar a distribuição desses animais nas macrorregiões do Estado, destacou-se a médio norte com aumento de 13,57% na quantidade de machos de 12 a 24 meses. Além disso, houve um incremento considerável de 7,87% nas fêmeas de 24 a 36 meses na região nordeste. Esse aumento no rebanho total foi influenciado por dois principais motivos, sendo o primeiro deles a retenção das fêmeas nos últimos anos – o qual tem gerado um avanço no estoque de animais -, como também a elevada cotação da arroba, que animou os agentes do setor a investirem mais no ramo, explicam os analistas.

REVERSO – Após o surgimento dos novos casos da “vaca louca” em Minas Gerais e Mato Grosso, o mercado do boi paralisou suas negociações dentro da porteira e suspendeu suas exportações. Diante disso, na última semana as cotações no mercado futuro do boi gordo apresentaram recuo de 5,94% ante a semana anterior, enquanto no físico a média semanal da arroba ficou em R$ 298,73 para o boi gordo à vista e R$ 286,58 para a vaca gorda à vista – decréscimo de 0,17% e 0,39%, respectivamente, no mesmo comparativo.

“É importante destacar que a queda só não foi mais intensa porque parte dos agentes se encontraram fora das compras e as indústrias, que sempre atenderam ao mercado interno, mantiveram seus preços. Além disso, com os embarques suspensos temporariamente, os frigoríficos procuram alternativas para o escoamento da carne que estava a caminho dos portos, direcionando-os ao mercado interno”, explicam os analistas.

Fonte
Marianna Peres/Diário de Cuiabá
BEIRA RIO INTERNO

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Com muito ❤ por go7.site
English EN Portuguese PT Spanish ES