Pneunorte
Publicidade
Clinica Andre
Publicidade
W3NT
Publicidade
AGRONEGÓCIOSManchetes

CNA debate ações prioritárias para a bovinocultura de corte em 2022

A Comissão Nacional de Bovinocultura de Corte da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) se reuniu, na segunda (9), para discutir as ações prioritárias para o setor produtivo em 2022. Esse foi o primeiro encontro sob o comando do novo presidente, Francisco Olavo de Castro.

“A Comissão é o fórum de discussão de temas fundamentais da pecuária de corte nacional. Para este ano, nós separamos os principais assuntos do setor e ficaremos atentos para defender o pecuarista de corte em qualquer instância e momento”, afirmou o presidente.

O plano de ação do colegiado foi apresentado pelo assessor técnico da CNA, Rafael Ribeiro, e inclui a elaboração de uma proposta de identificação individual de bovinos, por meio de um Grupo Técnico de Rastreabilidade.

“A ideia é criar esse GT e reunir certificadoras, empresas de tecnologia e universidades para discussão de uma proposta de rastreabilidade e envio para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) validar e publicar”, disse Rafael.

Outro tema prioritário é a retomada das discussões da proposta de Instrução Normativa de classificação e tipificação de carcaça de bovinos. De acordo com o presidente da Comissão, Francisco Olavo, o debate sobre o tema se estende desde 2016, quando um Grupo de Trabalho foi criado.

“Esse é um assunto de extrema importância para o setor e todos os envolvidos precisam estar de acordo. Ainda não temos uma rotulagem padronizada no Brasil e precisamos dela para agregar valor ao produto”, explicou.

A sustentabilidade da pecuária de corte brasileira também é um dos temas do plano de ação da Comissão Nacional. Dentre os objetivos estão o levantamento e divulgação de dados sobre a sustentabilidade da cadeia produtiva.

Durante a reunião foi discutida ainda a criação de um indicador de preços do boi gordo. O diretor de Informações Agropecuárias e Políticas Agrícolas da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Sérgio De Zen, apresentou um modelo de indicador. Os representantes da Comissão contribuíram com sugestões.

Para Francisco Olavo de Castro, o índice vai servir como um balizador, uma referência de preços dos animais. “O setor precisa de um método de formação de preços de caráter voluntário, mas que ajude o pecuarista no momento da venda”, destacou.

Com Assessoria de Comunicação CNA

Fonte
ASCOM Senar
Contal interno

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Com muito ❤ por go7.site
English EN Portuguese PT Spanish ES