Pneunorte
Publicidade
Mercado União 385
Publicidade
Clinica Andre
Publicidade
AGRONEGÓCIOSSlideshow

Acrimat em ação encerra primeira rota em Alta Floresta

O programa Acrimat em Ação encerrou a sua primeira rota com saldo positivo de participação de pecuaristas, trabalhadores rurais e estudantes. Na primeira rota do programa foram seis municípios visitados e 857 participantes, consolidando o que é o maior programa itinerante da pecuária de corte mato-grossense.

O encerramento da primeira rota ocorreu no município de Alta Floresta (790 km de Cuiabá), na região Norte de Mato Grosso, após a passagem do Acrimat em Ação pelas cidades de São José do Rio Claro, Guarantã do Norte, Apiacás, Nova Bandeirantes e Nova Monte Verde.

Realizado pela Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), o programa levou a palestra “Pecuária de corte de sucesso: um caminho sem volta, realizada pelo doutor Flávio Dutra de Resende, a fim de ofertar informações que possibilitarão aos pecuaristas aperfeiçoarem suas técnicas e aumentarem sua produtividade.

Para o diretor-presidente da Acrimat, Oswaldo Pereira Ribeiro Júnior, a intensa participação dos pecuaristas nesta primeira rota após a retomada do Acrimat em Ação, devido a sua paralisação em decorrência do covid-19, demonstra a credibilidade que o evento tem junto à classe rural.

“Para a gente é um prazer retomar o Acrimat em Ação, que é o carro-chefe nosso, um projeto maior, de mais importância, que traz informação ao produtor e leva a Acrimat à cidade e ao interior. Esse é o nosso objetivo”, disse Oswaldo Ribeiro.

Já o 2º vice-presidente da Acrimat, Luís Fernando Conte, avaliou como fundamental a realização do Acrimat em Ação no Norte do estado, pois essa região reúne uma diversidade de pecuaristas – do pequeno ao grande produtor – e é um polo da pecuária mato-grossense com mais de 3 milhões de cabeças de gado.

“É um projeto consagrado da Acrimat. O maior projeto informativo, que leva informação ao produtor. O maior projeto itinerante da pecuária de corte do Brasil e ficamos muito satisfeitos de, mais uma vez, estar visitando o Norte do estado que, por uma característica própria das vegetações, é um polo enorme em relação à pecuária”, apontou.

Responsável por conduzir as palestras durante o Acrimat em Ação, o professor doutor Flávio Dutra de Resende considerou que os encontros desta primeira rota foram extremamente positivos, não apenas pela expressiva participação, como também pela qualidade do debate realizado.

Ele apresentou os conceitos do programa “Boi 777”, que auxilia na melhoria da rentabilidade da propriedade por meio da nutrição animal.

“É importante a gente debater com o pecuarista, no local onde ele está produzindo. Essa é uma grande vantagem do Acrimat em Ação: trazer informação ao produtor em seu local de produção. Independentemente da região, vimos uma participação muito efetiva. É um público de qualidade”, afirmou.

Presente em dois encontros do Acrimat em Ação nesta primeira rota, a pecuarista Ediana Erhardt elogiou a iniciativa e ressaltou a importância dos conceitos discutidos para que os produtores possam traçar suas próprias estratégias para melhorar o desempenho na pecuária.

“O planejamento e as estratégias podemos levar para a empresa rural. Isso é fundamental. Falta isso dentro da porteira. Às vezes o produtor trabalha certo em questão da genética e esquece a suplementação, que foi bem abordada nesta palestra. Nossa região é muito carente de informação e o Acrimat em Ação torna-se para nós um evento muito importante”, concluiu Ediana, que participou do Acrimat em Ação em Nova Monte Verde e Nova Bandeirantes.

Após a conclusão desta primeira rota, o Acrimat em Ação percorrerá ainda três outras rotas. Ao todo, serão visitados 19 municípios em oito regiões de Mato Grosso. A expectativa é de que mais de 3,5 mil pessoas participem do Acrimat em Ação, que se encerrará em 9 de abril.

O Acrimat em Ação conta com patrocínio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), Sistema de Crédito Cooperativo (Sicredi), Instituto Mato-grossense da Carne (Imac), Fundo Mato-grossense de Apoio à Cultura da Semente (Fase-MT), Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat), FS Bioenergia, além da Nissan Saga.

Fonte
Assessoria Acrimat
Contal interno

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Com muito ❤ por go7.site
English EN Portuguese PT Spanish ES
Skip to content