Alta Floresta (MT), 12 de dezembro de 2018 - 02:20

Saúde

19/09/2018 07:54 Editoria com Angelita Gonçalves - Assessoria

Carreta que oferece atendimento gratuito e exames para hanseníase chega em Alta Floresta

A Carreta Novartis da Saúde está percorrendo o estado do Mato Grosso oferecendo atendimento gratuito e exames para hanseníase, além de esclarecer dúvidas da população sobre a doença infecciosa crônica e curável que causa, sobretudo, lesões de pele e danos aos nervos. 

Mato Grosso é o estado com mais casos de hanseníase no Brasil. Em 2017, mais de três mil pacientes foram diagnosticados com a enfermidade¹. A doença já deveria estar erradicada, mas atinge cerca de 30 mil pessoas no país ao ano². 

O Brasil está em segundo lugar no ranking de países com novos casos de hanseníase³, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). A doença tem cura e o tratamento é oferecido gratuitamente no SUS. 

Nos dias 19 e 20 de setembro, a Carreta estará em Alta Floresta com atendimento gratuito à comunidade. Na sequência, a Carreta vai percorrer municípios como Paranaíta, Nova Bandeirantes, Colider, Itaúba, Diamantino, Rosário D'Oeste, Primavera do Leste, Novo São Joaquim, Água Boa, Canarana e Cocalinho. Em Alta Floresta a carreta está atendendo em frente ao posto de saúde Santa Bárbara, aos fundos da praça cívica, entre os setores D/F.

Desde 2009, a Novartis possui a Carreta da Saúde, um caminhão itinerante, com cinco consultórios e um laboratório, que percorre todo o Brasil no combate à hanseníase. Atua em parceria com o Ministério da Saúde, com apoio do CONASS (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e do CONASEMS (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde), buscando a erradicação da doença até 2020. Os tratamentos medicamentosos para a hanseníase também são doados pela Novartis à Organização Mundial da Saúde (OMS). 

A hanseníase, comumente conhecida como lepra, é uma doença infecciosa causada pela bactéria Mycobacterium leprae, ou bacilo de Hansen, que lesiona os nervos periféricos e reduz a sensibilidade da pele. Geralmente, o distúrbio ocasiona manchas esbranquiçadas em áreas como mãos, pés e olhos, mas também podem afetar o rosto, as orelhas, nádegas, braços, pernas e costas. Apesar de não ter cura, o tratamento é capaz de controlar a doença e bloquear a transmissão da bactéria para indivíduos de convívio próximo.


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Notícia Exata © 2010 - 2018 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo