Alta Floresta (MT), 17 de dezembro de 2018 - 00:20

Saúde

30/03/2018 05:24 Aline Almeida - Diário de Cuiabá

Três municípios de MT têm maior incidência no país

Boletim epidemiológico divulgado ontem pelo Ministério da Saúde aponta que três municípios de Mato Grosso têm a maior incidência de febre chikungunya no país a cada 100 mil habitantes. Nossa Senhora do Livramento aparece com 440,6 casos/100 mil hab.; Várzea Grande com 1.331,0 casos a cada 100 mil e Cuiabá com 35,2 casos a cada 100 mil. São as maiores taxas do país. 

Os números divulgados são referentes a semana 8 (31/12/2017 a 24/02/2018). No país ao todo foram registrados 9.493 casos prováveis de febre de chikungunya, com uma incidência de 4,6 casos/100 mil. A cidade de Várzea Grande aparece com mais registros no país, 4.069. Ou seja, somente a cidade de Várzea Grande detém 42% dos registros da doença no país. No destaque dos Estados, Mato Grosso também aparece com maior incidência de casos 135,0 a cada 100 mil. 

O Estado de Mato Grosso também figura com a terceira maior taxa de incidência de dengue 53 casos a cada 100 mil. Além da segunda maior taxa de incidência do zika vírus 2,8 casos a cada 100 mil habitantes. 

O balanço mostra que no Brasil, dos mais de nove mil casos de chikungunya, 5.435 (57,3%) foram confirmados e outros 1.321 casos suspeitos foram descartados. Em 2018, a região Centro-Oeste apresentou o maior número de casos prováveis de febre de chikungunya (4.634 casos; 48,8%) em relação ao total do país. A análise da taxa de incidência de casos prováveis de febre de chikungunya (número de casos/100 mil hab.), traz a região Centro-Oeste com a maior taxa de incidência: 29,2 casos/100 mil hab. Entre as UFs, destacam-se Mato Grosso (135,0 casos/100 mil hab.), Pará (8,6 casos/100 mil hab.) e Tocantins (6,1 casos/100 mil hab.). Um óbito por chikungunya foi confirmado e oito estão em investigação. 

Neste ano foram registrados 38.043 casos prováveis de dengue no país, com uma incidência de 18,3 casos/100 mil habitantes, e outros 

16.701 casos suspeitos foram descartados. A região Sudeste apresentou o maior número de casos prováveis (14.568 casos; 38,3%) em relação ao total do país. A análise da taxa de incidência de casos prováveis de dengue evidencia que as regiões Centro-Oeste e Norte apresentam as maiores taxas de incidência: 81,5 casos/100 mil hab. e 19,5 casos/100 mil hab., respectivamente. 

Entre as Unidades da Federação (UFs), destacam-se Goiás (150,0 casos/100 mil hab.), Acre (136,8 casos/100 mil hab.) e Mato Grosso (53,3 casos/100 mil hab.) Foram confirmados 13 casos de dengue grave e 202 casos de dengue com sinais de alarme. 


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Notícia Exata © 2010 - 2018 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo