Alta Floresta (MT), 25 de setembro de 2018 - 22:57

Saúde

10/03/2018 04:00 Janã Pinheiro - Assessoria

Consórcio intermunicipal para compra de medicamentos é instituído em MT

Foi instituído na quinta-feira (08) o Consórcio Intermunicipal de Saúde de Mato Grosso (ConsusMT) que vai auxiliar os municípios na compra e distribuição de medicamentos, insumos, serviços e equipamentos. Quarenta e seis municípios vão compor o consórcio, que neste primeiro momento beneficiará diretamente cerca de 850 mil pessoas. Novos municípios poderão integrar o modelo de compra coletiva, que tem como objetivo reduzir o valor dos medicamentos, que serão adquiridos em grande escala.

O consórcio foi oficializado em assembleia geral realizada durante a 2ª Marcha dos Prefeitos, realizada na Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM). Durante o evento foi eleita a primeira diretoria do consórcio e aprovado o estatuto. O prefeito de Campo Verde, Fabio Schroeter, foi eleito presidente. O Governo do Estado, o Conselho Estadual de Saúde e o Conselho dos Secretários Municipais de Saúde poderão indicar, cada um, um representante. Serão indicados, ainda, nove membros para o Conselho Consultivo.

Para o procurador-geral de Justiça, Mauro Curvo, a instituição do consórcio é um momento muito importante, já que este projeto foi uma das primeiras ações propostas por ele assim que assumiu o comando do Ministério Público Estadual. “No dia 6 de março eu assumi, no dia 7 conversei com o Antônio Joaquim (TCE) e no dia 8 de março com o Neurilan Fraga (presidente da AMM). Nestas conversas vimos que precisávamos de mais parceiros, então fomos procurar o Eduardo Botelho (presidente da ALMT), o governo do Estado e começamos assim a costurar este grande projeto, que hoje se torna realidade. Se não fosse a união e o esforço de todos, de construir juntos este consórcio, ele não teria se consolidado. Começamos a ter um caminho para gerar mais eficiência no campo da saúde pública do nosso Estado”.

O presidente do ConsusMT, Fabio Schroeter, destacou que colocar o consórcio para funcionar será um grande desafio, mas que, utilizará a experiência bem-sucedida de outros consórcios de saúde (Teles Pires e Paraná, por exemplo) para não iniciar os trabalhos do “zero”. “Como já temos estes exemplos podemos começar os trabalhos em um estágio mais avançado. Sei que não estarei sozinho. Tenho o apoio de um grupo de prefeitos, do Ministério Público, da AMM, Assembleia, TCE, Cosems e Estado. Juntos vamos encontrar os meios de fazer este consórcio avançar. Hoje foi aprovado nosso estatuto, a partir de agora o conselho deliberativo tem que se reunir e dar as diretrizes. Tenho certeza que será um aprendizado muito grande, mas temos um campo muito vasto para trazer benefícios, nós sabemos que os recursos são escassos para saúde e por isso precisamos achar novos meios de fazer as coisas acontecerem. Por confiar nesta proposta que eu aceitei o desafio. Só vamos atingir o sucesso com muito trabalho”.

O presidente da AMM, Neurilan Fraga, agradeceu a parceria do Ministério Público e do Tribunal de Contas para a criação do consórcio, que vai viabilizar a aquisição de medicamentos de forma coletiva, gerando economia para os municípios. “O principal benefício será a otimização dos recursos do SUS, com a economia de escala na compra de medicamentos. A medida pode aliviar os cofres municipais, possibilitando investimentos em outras políticas públicas voltadas para a melhoria de vida da população”, assinalou.

A presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems), Silvia Sirena, disse que o consórcio vai facilitar muito a gestão da saúde nos municípios. “Tenho certeza de que praticamente 100% dos municípios vão aderir. Estou confiante de que dará certo porque o estado precisa que dê certo”, assinalou.

A iniciativa é resultado de uma proposição do procurador-geral de Justiça, Mauro Curvo. A proposta de criação do consórcio se baseia na experiência de sucesso do estado do Paraná, onde foi possível reduzir em até 70% os custos de aquisição de medicamentos.


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Cotação
Dólar
Euro
31/12 20:00

Notícia Exata © 2010 - 2018 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo