Alta Floresta (MT), 13 de dezembro de 2017 - 16:25

Saúde

01/08/2017 08:13 Agência Saúde

Mato Grosso ganha reforço de R$ 26,4 milhões para atendimento no SUS

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou na sexta-feira (28), em Rondonópolis (MT), R$ 26,44 milhões para qualificar, ampliar e fortalecer os serviços de Atenção Básica, no Sistema Único de Saúde (SUS). O montante também irá beneficiar a assistência hospitalar de urgência e emergência em 62 municípios do estado. A medida é resultado da eficiência econômica obtida em um ano de gestão, que tem possibilitado reinvestir os recursos integralmente nos serviços e políticas públicas do Governo Federal, beneficiando diretamente milhões de pessoas que dependem do SUS. O anúncio foi feito durante encontro com prefeitos e gestores de saúde do estado.

“Quero destacar os trabalhos de referência da Santa Casa de Rondonópolis, que tem recebido recursos continuados da bancada federal. Juntos, estamos colocando dinheiro para avançar na saúde pública no estado. Novos serviços, que já estão em tramitação no Ministério da Saúde, serão credenciados, da mesma forma que liberamos R$ 3,9 milhões de custeio para a região”, afirmou o ministro da Saúde, Ricardo Barros. Ele destacou ainda que a pasta vai continuar  apoiando o município e a Santa Casa, não apenas na estruturação, mas também no custeio dos serviços. 

Os novos recursos possibilitarão o custeio de 703 novas equipes de Agentes Comunitários de Saúde; 75 novas Equipes de Saúde da Família; 92 novas equipes de Saúde Bucal; e 21 novos Núcleos de Apoio à Saúde da Família. Para custear os novos serviços de saúde bucal, a pasta está destinando R$ 3,5 milhões ao estado de Mato Grosso. Além disso, parte da verba, na ordem de R$ 1,44 milhão, será destinada à aquisição de oito novas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), sendo sete delas para renovar a frota existente e uma para ampliar os serviços. 

Apenas nesta gestão, já incluindo os R$ 26,44 milhões, o estado de Mato Grosso foi contemplado, até o momento, com R$ 103,6 milhões para custeio federal de 60 serviços que estavam funcionando e passaram a receber repasses da contrapartida federal para habilitação e/ou qualificação, além de emendas parlamentares que estavam paradas na pasta desde 2014. Deste total, R$ 10,2 milhões foram direcionados ao custeio dos serviços, como leitos de UTI e neonatal, oncologia, serviços cardiovasculares e laboratórios de próteses dentárias, sendo R$ 3,3 milhões apenas em 2017. 

Quanto às emendas parlamentares, foram empenhados, ano passado, R$ 68,1 milhões, dos quais R$ 58,7 milhões foram pagos. Este ano também foram empenhados e pagos no dia 24 de julho, por meio de emendas, R$ 300 mil de incremento temporário do Teto Mac para o município de Água Boa. 

O estado também foi beneficiado com uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em 2016, no município de Várzea Grande e custeio federal anual de R$ 3,9 milhões, além de outra unidade este ano, no município de Cuiabá. No início do ano, o estado, que está sendo contemplado com mais oito ambulâncias, já havia recebido 04 veículos para renovar a frota, ao custo de R$ 895,3 mil.

MATERNIDADE – Durante agenda em Rondonópolis,o ministro Ricardo Barros também participa da inauguração da maternidade da Santa Casa de Rondonópolis. As obras da maternidade foram custeadas pelo Ministério da Saúde, totalizando R$ 690 mil para reforma e compra de equipamentos. Com a nova estrutura, as gestantes terão mais privacidade na hora do parto junto ao acompanhante. Atualmente, a Santa Casa produz uma média de 5 mil partos por ano. 

A nova estrutura conta com um centro obstétrico com três salas cirúrgicas para cesarianas, centro de parto normal composto por seis salas PPP (pré-parto, parto e pós-parto), enfermarias, posto de enfermagem, repouso médico, vestiários, consultórios e demais áreas de apoio, sala de vacinas, sala de ultrassom, sala de deambulação, de treinamentos, farmácia e gestão de contas.

Em um ano de gestão, a Santa Casa de Rondonópolis recebeu R$ 9,7 milhões do Governo Federal, sendo R$ 3,9 milhões em 2016 para custeio/ano do serviço cardiovascular e mais R$ 1,6 milhão este ano para custeio anual para habilitação de leitos de UTI. Também foram liberados  R$ 4,2 milhões por meio de emendas parlamentares para aquisição de equipamentos e materiais permanentes.


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Cotação
Dólar 3,3047
Euro 3,8876
13/12 11:00

Notícia Exata © 2010 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo