Alta Floresta (MT), 13 de dezembro de 2018 - 05:45

Política

04/12/2018 11:24 Folhamax

Relatório cita dados "absurdos" e pode reprovar contas de "fenômeno de votos" em MT

O deputado federal eleito Nelson Barbudo (PSL) pode ter suas contas de campanha reprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Isso se o juiz Luiz Aparecido Bortolussi Júnior acatar o parecer da examinadora de contas Grace Cristiane Carvalho Nunes Gasparotto, que pediu a reprovação de contas ontem (3).

Ela constatou suposta incoerência entre a quantidade de materiais produzidos e a de pessoas contratadas para distribuição. “A par de todo o exposto, opina esta examinadora de Contas, com fundamento no artigo 77, III, da Resolução TSE  23.553/2017, pela desaprovação da prestação de contas relativa à arrecadação e aplicação de recursos na campanha do senhor Nelson Ned Previdente, candidato ao cargo de deputado federal pelo Partido Social Liberal (PSL/MT) nas Eleições Gerais de 2018 tendo em vi sta as impropriedades relatadas nos itens 1.3, 6.3 (primeira parte) e 21.3 e as irregularidades apontadas nos itens 8.3, 10.3, 18.3,19.3, 25.3 e 26.3”, concluiu.

De acordo com o documento, Barbudo confeccionou 3,3 milhões de santinhos, 17,9 mil adesivos e 60 bandeiras. Contudo, todo esse material foi produzido para que apenas 23 pessoas, sendo 17 contratadas e seis voluntárias, os distribuíssem.

Se todo o material fosse dividido de forma igual, cada pessoa deveria distribuir cerca de 143,5 mil santinhos, sendo 3,2 mil ao dia, sem contar o restante dos materiais. “Foram detectadas divergências entre as informações das despesas com publicidade de materiais impressos e adesivos e das despesas relativas às atividades de militância e mobilização de rua, que indicavam flagrante desproporcionalidade do quantitativo de colaboradores, contratados ou voluntários, para a vazão adequada dos materiais de campanha adquiridos. Logo, a par do consignado no item 25.3 deste parecer, reproduz-se a evidência anotada no item 18.3-B deste parecer quanto à omissão de receitas estimáveis em dinheiro na prestação de contas”, ponderou a examinadora.

Em sua defesa, o deputado eleito afirmou que houve erro na quantidade de santinhos impressa e que cerca de 1 milhão sobraram e estão em sua posse. Contudo, a argumentação não convenceu a examinadora que, novamente, reforçou a discrepância entre a quantidade de materiais e a de pessoas.

Além disso, também foi detectado que houve omissão de receitas e sobras de recurso. Por este motivo, a examinadora recomendou a devolução de R$ 1,5 mil ao partido do deputado, o PSL.

Nelson Barbudo foi eleito o deputado federal mais votado de Mato Grosso no último dia 7 de outubro com 126.249 votos.


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Notícia Exata © 2010 - 2018 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo