Alta Floresta (MT), 21 de agosto de 2018 - 13:43

Política

01/06/2018 05:06 Pablo Rodrigo - Gazeta Digital

Suplente de Savi, Brunetto aponta corporativismo por não convocação

O suplente de deputado Ademir Brunetto (PT), questionou o entendimento da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa (ALMT), de que a Casa poderia funcionar com 23 deputados, já que Mauro Savi (DEM) se encontra preso desde o dia 9 de maio por conta da 2ª fase da Operação Bereré, denominada Bônus, deflagrada pelo Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e pelo Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco-Criminal).

"É um absurdo este entendimento. A Procuradoria está errada nisso. O Parlamento não poderia apenas com 23 deputados. Se isso fosse sério era para ter me convocado já", disse Brunetto que é o suplente na vaga de Savi.

Para ele, a decisão em não convocar um substituto para a vaga de Savi seria uma espécie de corporativismo e solidariedade dos parlamentares com o deputado que se encontra preso no Centro de Custódia da Capital.

"Eu não posso fazer nada. Só posso esperar. Mas não teria problema em me convocar. O que não pode é o povo ter escolhido 24 deputados e a Assembleia entender que não precisa de 24, que 23 já está bom", argumentou.

"Eu não vou entrar na justiça. Espero o bom senso apenas. E quando ele retornar ou volto para suplência. Não teria problema". completa.

O presidente da AL, deputado Eduardo Botelho (DEM), já avisou que vai seguir o entendimento da Procuradoria Legislativa. "Eles entendem que não há prejuízo nos trabalhos se ficarmos apenas com 23 deputados. Então eu vou seguir a orientação", disse.

Nos bastidores, as informações são de que alguns parlamentares temeriam uma "rebeldia" de Savi, que poderia entender a convocação da suplência como um sinal de "abandono" pelos colegas de parlamento.

Outra preocupação, seria o fortalecimento da oposição ao governo Pedro Taques (PSDB), já que Brunetto é filiado ao PT e deverá integrar a oposição ao Paiaguás.

Enquanto Brunetto não é convocado, as sessões do Legislativo continuam. Mauro Savi teve o pedido de revogação da prisão negado no pleno do Tribunal de Justiça (TJMT) por 16 desembargadores. Porém, o julgamento não foi concluso por conta do pedido de vista do desembargador Marcos Machado. Independente do voto de Machado e outros 13 magistrados, a tendência é que o recurso seja negado.

Savi deverá recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar rever a prisão imposta pelo desembargador José Zuquim Nogueira a pedido da Procuradoria Geral de Justiça de Mato Grosso (PGJ-MT).  


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Cotação
Dólar 3,7671
Euro 4,3691
08/08 04:48

Notícia Exata © 2010 - 2018 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo