Alta Floresta (MT), 18 de dezembro de 2018 - 16:25

Política

04/04/2018 05:07 Celly Silva - Gazeta Digital

Ao Gaeco, deputado Romoaldo nega ter recebido dinheiro de esquema

Investigado e interrogado pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) por suspeita de envolvimento no esquema de propina no Departamento Estadual de Trânsito (Detran), o deputado estadual Romoaldo Júnior (MDB) admitiu que seu chefe de gabinete Valdemir Leite da Silva recebeu um cheque de R$ 33 mil assinado pelo empreiteiro Rafael Yamada, filho do também empreiteiro Wanderley Torres Fachetti, dono da Trimec.

Segundo ele, no ano de 2013, o cheque chegou até seu funcionário, mas nega a versão de Valdemir de que o dinheiro tenha sido usado para pagar suas contas. "Esse cheque não chegou até mim, até porque nessa semana do dia 12,13, eu viajei pra casa da minha mãe. Eu não tive nenhum contato com ele", disse aos jornalistas que acompanharam sua ida ao Gaeco.

O deputado negou conhecer os donos das empresas Santos Treinamentos e FDL Serviços (atual EIG Mercados), investigadas na operação Bereré.                       

Romoaldo levou para os promotores do caso uma procuração que comprova que Valdemir tinha acesso e autorização para movimentar sua conta bancária. Mas nega acreditar que o funcionário tenha usado sua conta de forma indevida. Ele alega até mesmo que conversou com Rafael Yamada, que afirmou a ele não ter emitido o cheque em seu favor.

Quem também compareceu nesta tarde para prestar depoimento foi o ex-chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa, Silvio César Corrêa Araújo, que se recusou a falar com a imprensa, tanto na chegada quanto na saída do Ministério Público Estadual (MPE).

O advogado dele, Victor Borges, afirmou que seu cliente reafirmou o que havia delatado ao Ministério Público Federal (MPF), no ano passado, a respeito das tratativas entre a empresa FDL Serviços, que executa registro de gravame no Detran e políticos ligados à autarquia para pagamento de propina. Ele negou que Sílvio tenha sido beneficiado financeiramente neste esquema.                       

Na quarta-feira (4), estão previstas as inquirições do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) e do ex-servidor do Detran Dauton Luiz Santos Vasconcelos. Na tarde desta terça-feira, o advogado de Wilson, Luciano rosa, esteve no Gaeco para buscar cópias dos autos e tomar conhecimento da investigação.

                     


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Notícia Exata © 2010 - 2018 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo