Alta Floresta (MT), 10 de dezembro de 2018 - 16:53

Política

24/12/2017 09:00 Janaiara Soares - Gazeta Digital

Vereadores de Várzea Grande concedem 13º para si mesmos

Em ritmo de recesso, os vereadores de Várzea Grande aprovaram nesta semana um projeto de lei que institui o décimo-terceiro salário aos próprios parlamentares. A proposta obteve 20 votos favoráveis e apenas um contrário. Atualmente cada vereador várzea-grandenses recebe mensalmente R$ 10 mil a título de remuneração, além de uma verba indenizatória de R$ 9,1 mil.

A reportagem apurou que a intenção dos parlamentares era que o pagamento do benefício fosse realizado ainda neste ano. A proposta de lei, no entanto, depende da sanção da prefeita Lucimar Campos (DEM) para começar a valer. Por meio de assessoria, a democrata afimou que desconhece o projeto e que vai avaliá-lo, quando protocolado no Executivo, levando em consideração o momento de crise econômica enfratado pelo país.

Em Cuiabá, o pagamento do décimo-terceiro aos vereadores também foi aprovado na última semana. Líder do prefeito na Câmara, o vereador Lilo Pinheiro (PRP) argumentou que a iniciativa foi adotada em face a um parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que atestaria a legalidade do pagamento. A Corte de Contas confirma que o salário extra é válido, porém, esclarece que ele só pode ser concedido de uma legislatura para outra.

Já no entendimento dos vereadores, o pagamento pode ser feito a partir de 2018. “Essa é uma matéria em que acompanhamos os pareceres de todas as comissões que foram favoráveis. Foi apresentado um parecer do próprio TCE garantindo a legalidade, então, a gente foi por esse posicionamento”, defendeu Lilo. O parecer do TCE que atesta o pagamento do décimo-terceiro salários a vereadores é a Resolução número 23, datada de 2012.

O documento é uma resposta da Corte a uma consulta feita pela Câmara de Cuiabá naquele ano. Nele, é ressaltada a necessidade de se respeitar o princípio da anterioridade, ou seja, devido ao caráter remuneratório, a instituição do benefício deve observar o previsto no artigo 29 da Constituição Federal, que estabelece a aprovação na legislatura anterior. Em dezembro do ano passado, os vereadores que estavam concluindo seus mandatos chegaram a aprovar o pagamento do dé- cimo-terceiro.

A proposta, no entanto, acabou vetada pelo prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) no início deste ano. Cada um dos 25 vereadores de Cuiabá recebe pouco mais de R$ 15 mil a título de salário, mais R$ 9 mil de verba indenizatória. Só de salários, eles custam aos cofres públicos mais de R$ 7,2 milhões por ano. Com o pagamento do décimo-terceiro, estima-se que haja um aumento nesse custo anual de R$ 600 mil.


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Notícia Exata © 2010 - 2018 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo