Alta Floresta (MT), 18 de janeiro de 2019 - 02:36

Geral

07/01/2019 11:23 LARISSA MALHEIROS - Folhamax

Juiz cita invasão de posseiros e solta seguranças da fazenda de Riva

O juiz plantonista de Juara,  Alexandre Sócrates Mendes, concedeu a liberdade ontem domingo (06) aos quatro seguranças da empresa Unifort, presos acusados de homicídio na fazenda Bauru, localizada em Colniza. A área pertence ao ex-deputado estadual José Riva. 

Em sua decisão, o magistrado destacou o comportamento considerado abusivo e ilegal dos posseiros, que estavam proibidos por decisão judicial de chegar próximo à área da fazenda.  Ele também aponta que o ordenamento jurídico autoriza o proprietário a exercer a autodefesa de seu patrimônio.  

No entanto, ele revela que uma profunda investigação, principalmente pericial, será capaz de esclarecer a verdade. “Assim, se houve algum excesso, apenas uma profunda investigação será capaz de dizer, não sendo plausível manter presos os investigados, que inicialmente agiram dentro de seu direito de proteger a posse da Fazenda Bauru/Magali”, diz trecho da decisão.

Sendo assim, ele determinou que todos fossem soltos. “Forte em tais fundamentos relaxo a prisão em flagrante, determinando a imediata soltura dos investigados, se por outros motivos não estiverem presos. Determino que a autoridade policial providencie a perícia na caminhonete, que suspostamente teria sido alvejada por disparos oriundos dos posseiros”, conclui decisão. 

Os seguranças acusados da morte do sem-terra Eliseu Queres, 38 anos, no sábado (05) foram presos em flagrante, após suposta invasão de posseiros na fazenda Bauru.

ENTENDA

O confronto entre os seguranças da Fazenda “Bauru” - antiga fazenda Magali- de propriedade da família Riva, e supostos membros do movimento sem-terra que tentavam “invadir” o local. Sete pessoas foram socorridas e encaminhadas para atendimento médico hospitalar, sendo que uma delas veio a óbito ainda no local. 

No domingo (06), a Polícia Judiciária Civil de Colniza realizou a autuação em flagrante de quatro seguranças da propriedade rural. Detidos pela Polícia Militar, os funcionários foram interrogados durante a madrugada de domingo (06) e afirmaram que reagiram a invasão da fazenda, realizada por posseiros supostamente armados.

Porém, naquela ocasião, a polícia descartou a possibilidade de confronto e manteve a prisão dos seguranças.


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Notícia Exata © 2010 - 2018 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo