Alta Floresta (MT), 22 de setembro de 2018 - 16:50

Geral

08/02/2018 14:30 Arão Leite - Jornal da Cidade

Alta Floresta registra nascimento de bezerro com duas cabeças

Depois de décadas criando animais e vendo muitos e muitos nascimentos de bezerros, um produtor rural do município de Alta Floresta a 800 Km ao norte da capital de Mato Grosso, Cuiabá, viu um parto histórico. Uma das vacas do seu rebanho deu à luz a um bezerro de duas cabeças. O animal não resistiu, mas antes de enterra-lo ele fez questão de pedir para um conhecido registrar o fato segundo ele, ‘no mínimo curioso’.

O produtor rural Seyr Ruelis, conhecido como Chapéu de Couro, é pioneiro na região e conforme o conhecido que fotografou o animal de duas cabeças, ele, depois de muito tempo ajudando no parto da vaca, juntamente com o capataz e a esposa do funcionário da fazenda, fez um comentário marcante. “Ele disse: durante tantos anos criando boi, nunca tinha visto isso. Por favor, leva essas imagens para alguém, especialista e para a imprensa, ver se uma pessoa possa de repente nos ajudar com uma explicação”, Repassou Geovagner Souza Lima.

Outro caso de mutação

Apesar da raridade, esse não é o primeiro caso de animal com má formação em Alta Floresta. No ano de 2008 o Jornal da Cidade recebeu as fotos de um bezerro que nasceu com oito patas. O produtor rural Vilmar Batista era o proprietário e na época detalhou que o parto cesariano levou muito tempo para acontecer e mesmo com apoio de especialista o animal não resistiu assim como a novilha, que o gerou também morreu.

A explicação

Mas em outras regiões brasileiras já ocorreram a situação. No ano de 2016 no estado do Pará um caso semelhante. Na época a reportagem do site G1 contou com a explicação da especialista Simone Vieira Castro, médica veterinária, doutora em reprodução e professora das Faculdades Integradas do Tapajós. Ela chegou a comentar que nascimento de gêmeos em bovinos é muito difícil, mas que pode ocorrer. No entanto, a mutação é sempre um risco ou a má formação de dois bezerros que em parte dos casos acabam desenvolvendo em um corpo, com membros a mais em um só corpo. No caso há dois anos, ela fez uma análise sobre a vaca que gerou o bezerro com duas cabeças. “Nesse caso o animal era velho. O embrião não conseguiu se dividir corretamente e os dois fetos que eram para se formarem separados começam o desenvolvimento com alguns órgãos separados, mas a maior parte do corpo é um só”. Pontuou. 

Ainda de acordo com Simone, outro fator que pode ter contribuído para a mal formação do animal é o uso do mesmo reprodutor na propriedade, o que limita a variabilidade genética do rebanho. “Geralmente, esses animais com mutações genéticas não são compatíveis com a vida. Dependendo do grau de mutação, ou eles nascem mortos, ou vivem poucas horas após o parto”, finalizou.


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Cotação
Dólar
Euro
31/12 20:00

Notícia Exata © 2010 - 2018 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo