Alta Floresta (MT), 30 de março de 2017 - 21:21

Hamoa banner 2017

Esporte

14/11/2016 12:31 Junior Martins / assessoria

MT conquista nove medalhas nos Jogos Universitários

Mato Grosso ganhou nove medalhas, cinco delas em modalidades esportivas individuais e outras quatro em coletivas, na participação na 64ª edição dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), que ocorreram de 02 a 13 de novembro, sediado na Arena Pantanal e mais 16 praças esportivas, em Cuiabá (MT). Foram dois ouros no futebol virtual, dois bronzes no judô, um bronze na corrida de rua, um ouro e uma prata no basquete e duas pratas no futebol de salão.


Para o presidente da Federação Mato-grossense de Esporte Universitário (FMEU), Alexandre Bregunci, a primeira participação do futebol virtual nos jogos universitários foi histórica para o estado de Mato Grosso, pois os dois ouros, um no masculino e outro no feminino, ficaram em 'casa'. Segundo ele, MT também saiu de um 'jejum' de 19 anos sem pegar medalha no judô em JUBs, a última havia sido conquistada em 1996 por uma judoca feminina.


"Nosso estado conseguiu um excelente resultado no JUBs. Foram o total de nove medalhas e, além disso, o basquete masculino e o feminino e o futsal masculino e o feminino conquistaram vaga para subir da 3ª para a 2ª divisão. Agora estão um passo mais próximo da 1ª divisão, que é onde estão os times mais fortes do país. E com certeza vão se empenhar muito para na edição seguinte terem ainda mais êxito ao representar Mato Grosso", avalia Alexandre Bregunci.


Futebol Virtual


Luis Guilherme Costa Silva e Raphaella Letícia Costa Silva faturaram as duas medalhas de ouro do futebol virtual. Luis Guilherme venceu a final com o Futbol Club Barcelona por placar de 3x1 contra o Manchester City do paulista Marcos Ligori Filho, no Boulevard dos Atletas, uma área de convivência montada dentro da Arena Pantanal. E a prima dele, Raphaella Letícia garantiu o ouro pelo melhor rankeamento dos competidores do naipe feminino.


"Comecei o campeonato no grupo da morte com os jogadores mais fortes. Por isso, após vencer a primeira partida, perdi duas na sequência, mas ganhei o quarto jogo e consegui avançar. Só peguei adversário pedreira. O nível da competição foi bem alto, acima do que eu esperava. O momento mais complicado foi após as derrotas. Depois venci até o título. Agora vou descansar e retomar os estudos para compensar as horas gastas com o vídeo game", diz Luiz Guilherme.


Judô


Agner Arthur Quintanilha ganhou duas medalhas de bronze no judô, uma na categoria peso pesado, com seus 142 quilos e 1.92 de altura, e outra no peso absoluto, em lutas realizadas no Palácio das Artes Marciais Iusso Sinohara, em Cuiabá. O jovem tem 21 anos, é faixa preta, treina junto com o judoca da seleção brasileira David Moura e venceu a disputa de terceiro do peso pesado em cima do paulista Victor Arnaldo Pereira com a técnica chamada Jiu-ji Gatame.


"Um primo meu foi morar com minha família quando eu tinha uns oito anos. Ele era um garoto muito arteiro que estava sempre em confusão. E eu acabei indo nessa onda dele. Daí minha mãe me colocou no judô com a intenção de me endireitar e isso deu certo. Hoje sou faixa preta, universitário e instrutor de judô em dois polos de um projeto social do Instituto David Moura. E aquele meu primo está preso numa penitenciária", contou Quintanilha.


Corrida de Rua


A mato-grossense Elaine Gama levou medalha de bronze na modalidade de corrida de rua, feita no anel externo da Arena Pantanal. Ela correu 10 quilômetros em 42 minutos e 51 segundos, fez o trajeto de 10km em 12 voltas de 834 metros cada. Com um corpo pequeno e ágil, de 1.58 de altura e 49kg, cruzou a linha de chegada com uma diferença de apenas quatro minutos para o primeiro colocado da prova. Foi a segunda vez dela no JUBs, em 2014 havia ficado em 6º lugar.


"Conquistei o resultado graças a preparação física intensa feita pelo meu técnico, que é técnico da seleção brasileira de atletismo, Severino Santos. Com ele aprendi a correr cansada para adquirir resistência. Fazíamos treinos com percursos de longa distância e velocidade constante com a técnica de rodagem. Esse esporte precisa ter muito condicionamento físico", disse Elaine.


Basquete Masculino


Mato Grosso levou ouro ao vencer nos últimos minutos de jogo o estado de Alagoas por placar de 54 a 49, nesse sábado (12.11), no ginásio do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), no centro de Cuiabá, em partida válida pela final da 3ª divisão do basquete masculino do JUBs. Com o resultado, além da medalha histórica, pois MT nunca havia ganho ouro no basquete masculino, ainda garantiram vaga para a 2ª divisão na próxima edição do evento.


"Foi uma final difícil com altos e baixos durante os períodos. Eles ficaram na frente no placar quase todo jogo, mas no final do último tempo abrimos seis pontos e passamos a controlar o placar. Aí foi só uma questão de tempo para sairmos vitoriosos. E quando o jogo acabou os atletas se abraçaram e parte da torcida invadiu a quadra para comemorar o 1º título de basquete de Mato Grosso na história dos jogos universitários", enfatizou o técnico, José Luiz Marcos.


Basquete Feminino


O basquete feminino subiu ao pódio para a medalha de prata após vencer a semifinal contra o estado do Maranhão por placar de 59x35 e perder a final para Goiás por 37x46, válida pela 3ª divisão do JUBs, no ginásio do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), no sábado (12.11), em Cuiabá. E, além da prata, garantiram a subida da 3ª para a 2ª divisão do basquete feminino universitário brasileiro. Resultado conquistado com uma equipe desfalcada.


"Nossos adversários competiram com o time completo de dez meninas, cinco em quadra e cinco para substituições, mas nós viemos desfalcadas com apenas seis atletas. Tínhamos as cinco em quadra e apenas uma para substituição. E apenas quadro das nossas jogadoras são do basquete, duas deles são de outros esportes, uma do handebol e outra do atletismo, que vieram para nos ajudar. Mesmo assim conquistamos a prata", falou Elisângela Regina Reis, pivô de 1.94 de altura.


Futsal Masculino


A equipe mato-grossense de futsal ficou com a medalha de prata após vencer a semifinal contra o Mato Grosso do Sul por placar de 6x2 e perder a final para a Paraíba por 3x2, no último sábado (12.11), pela 3ª divisão, no Palácio das Artes Marciais Iusso Sinohara, em Cuiabá. Resultado que marcou a história do futebol de salão de MT e ainda garante vaga para a 2ª divisão na próxima edição do evento universitário.


Futsal Feminino


O time feminino de futsal de MT pegou a medalha de prata após vencer a semifinal contra Rondônia por placar de 2x1 e perder a final contra Amazonas por 5x0, no Palácio das Artes, pela 3ª divisão da modalidade na 64ª edição dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs). Agora sobem para a 2ª divisão do futsal feminino no evento de 2017.


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9912-8992 ou (66) 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Cotação
Dólar 3,1245
Euro 3,3538
30/03 11:15

Notícia Exata © 2010 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo