Alta Floresta (MT), 22 de outubro de 2018 - 11:35

Educação

Alusão histórica 07/05/2018 14:57 enem.estuda.com

Como ensinar alusão histórica para redação

A alusão histórica torna a escrita da redação mais enriquecida. Saiba como ensinar seus alunos a utilizar a alusão histórica de maneira eficaz e simples no momento do ENEM e vestibular! Acesse.

Com a proximidade do ENEM, é comum que a ansiedade e a insegurança comecem a tomar conta dos alunos. A redação é o motivo de grande parte dessa preocupação. Afinal, ela é uma parte importante do processo seletivo e nem todos se sentem preparados para enfrentar este desafio.

Pensando nisso, criamos este artigo especialmente para você orientar os seus alunos a valorizarem o texto através de um recurso muito valioso. Quer saber qual a é a melhor maneira de ensiná-los a fazer uma alusão histórica em uma redação no ENEM? Confira aqui.

O que é uma alusão histórica?

O primeiro passo é que o aluno saiba o que é uma alusão histórica. Para isso, é preciso ir por partes. Comece definindo alusão. A maior parte das fontes a define como sendo uma figura de linguagem na qual são utilizadas referências ou mesmo menções a fatos ou pessoas que o interlocutor, ou seja, quem está lendo o texto, conhece. Esses fatos ou pessoas não necessariamente são reais.

Por sua vez, alusão histórica trata-se de fazer referência a um fato ou personagem histórico para comparar e aprofundar a argumentação no decorrer do texto. Essa estratégia também pode ser usada na introdução. É importante explicar esse conceito através de exemplos para se certificar de que os estudantes realmente compreenderam como funciona este o recurso. 

Por que trabalhar este assunto em sala de aula?

Mostre aos estudantes como a alusão histórica pode enriquecer um texto. E frise que, ao fazer o uso correto dessa estratégia, é possível garantir que a banca perceba que ele domina a intertextualidade, o que eleva sua nota. Isso acontece porque, quando faz referência a um fato histórico, o aluno mostra ao avaliador que tem repertório sociocultural. Ele se constitui basicamente por saber construir uma linha de pensamento lógica utilizando as diversas áreas do conhecimento. História, filosofia, sociologia, política, religião, bem como acontecimentos da atualidade devem ser explorados para atender a esse critério.

Sendo assim, como fazer uma alusão histórica em uma redação?

Sempre chega o momento de dar adeus à teoria e partir para a prática, não é mesmo? Então estimule-os a pegar papel e caneta para aprender a fazer a alusão histórica de maneira correta. Dê exemplos de temas de redação e peça que os estudantes estabeleçam relações entre eles e fatos históricos relevantes. Assim será possível começar a fazer alusões históricas dentro da sala de aula. Se eles conseguirem estabelecer relação entre a proposta de texto e o fato histórico realizando as explicações adequadas,  será possível ter certeza de que realmente aprenderam. Mas, antes disso, deixe-os atentos aos seguintes detalhes:

Ter certeza absoluta do que vai informar

Antes de qualquer coisa, é necessário ter convicção de estar relatando uma informação correta. Nesse sentido, é preciso cuidado especial com informações muito específicas, como o ano de um acontecimento, por exemplo. Erros deste tipo, em vez de valorizar o texto, acabam o empobrecendo, o que pode acarretar perda de pontos.

Ficar atento à contextualização

É imprescindível que o fato histórico escolhido para fazer referência tenha estreita relação com o tema proposto e com o momento em que será utilizado dentro da redação. O que queremos dizer é que é preciso unir bem o fato histórico ao argumento a ser usado. É sempre bom relembrar que os temas propostos pelo ENEM são sempre relacionados a situações de relevância na atualidade, sendo quase sempre políticos ou sociais. Sendo assim, ao fazer referência a um fato passado, é de extrema importância deixar claro quais são as semelhanças e/ou diferenças entre um tempo e outro. Ou seja, é essencial deixar bem explícito o motivo pelo qual aquele fato está sendo lembrado.

É importante não confundir alusão com citação

Sim, há muitos candidatos que fazem essa confusão e acabam não conseguindo realizar nem a citação e nem a alusão de forma correta. É importante saber que, na citação, deve-se fazer referência a um texto específico que precisa ser mencionado entre aspas e com os créditos ao autor bastante claros. É o caso de frases conhecidas, por exemplo. Na alusão, por sua vez, o estudante estará recorrendo ao seu próprio banco de conhecimento acumulado ao longo dos anos de estudo. Dessa forma, a referência deve ser feita de forma natural, com suas próprias palavras. É possível não apenas aludir a fatos históricos. Pode-se também recorrer a leis da Física, teorias matemáticas, conceitos como o de Globalização e tantas outras informações de outras áreas do conhecimento.

Basta seguir esses passos e, certamente, seus alunos aprenderão a desenvolver uma redação de conteúdo relevante e organizado, com a clareza e a coerência necessárias para elevar sua nota.


Estuda.com é uma plataforma educacional de gestão e avaliação do conhecimento. Desenvolvemos ferramentas educacionais que ajudam os estudantes, professores e instituições de ensino; inserindo tecnologia e retornando não só dados, mas inteligência; ajudando-os a tomarem decisões e melhorarem o nível de ensino.


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Cotação
Dólar
Euro
31/12 20:00

Notícia Exata © 2010 - 2018 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo