Alta Floresta (MT), 18 de novembro de 2018 - 14:19

Cidades

07/11/2018 05:20 Assessoria

Alta Floresta: realizada reunião para discutir cronograma semana pela não Violência contra a Mulher

Aconteceu ontem terça-feira, na Câmara Municipal de Alta Floresta, uma reunião com representantes de diversos seguimentos da sociedade, para discutir a programação da Semana Municipal Pela Não Violência Contra a Mulher. Nesta primeira reunião várias sugestões foram apresentadas e ficando a definição do cronograma para a próxima reunião que será segunda-feira dia 12

A "Semana Municipal pela Não Violência Contra a Mulher", foi instituída no município através da Lei 2445/2018, de autoria da vereadora Elisa Gomes e será realizada todos os anos no último período do mês de novembro, iniciando-se no dia 25 de novembro conhecido como Dia Mundial de Luta pela não Violência Contra a Mulher.

Nesta semana serão realizados debates, palestras, cursos, manifestações, cujo objetivo é difundir em nossa sociedade a luta pela não violência contra a Mulher. Esta data, também ficou inserida no calendário oficial de atividades do município como a "Semana Municipal pela Não Violência Contra a Mulher".

A vereadora Elisa Gomes, falou da importância de discutir políticas públicas referentes a este tema. "Acredito ser um excelente momento para uma grande reflexão sobre o papel da mulher nesta luta e deve ser estendido a todos independente da profissão, do sexo, da raça, religião ou opção sexual", disse a vereadora.

Para a vereadora, esta semana é de reflexão em todas as esferas, seja em casa como esposa ou mãe, ou no trabalho. " Muitas vezes, as mulheres não sabem como começar a falar sobre violência doméstica e a violência contra a mulher. Sente-se vergonha, medo de ferir a família, tem enorme dificuldades e se mantém neutra diante das crueldades que sofre", enfatiza Elisa.

Elisa diz que a violência esta presente e precisamos dar um basta. "A violência ocorre nos espaços públicos, privados e domésticos. Agressões verbais e físicas reduzem a autoestima da mulher, causam danos à saúde, estresse, enfermidades crônicas, dentre outros males. Estatísticas mostram que a cada uma hora e meia uma mulher é assassinada, e a cada quinze segundos, uma mulher sofre algum tipo de violência. Nos últimos trinta anos, mais de 100 mil mulheres foram assassinadas no Brasil", finaliza.

A violência contra as mulheres é questão social e de saúde pública. Revela formas cruéis e perversas de discriminação de gênero, desrespeita a cidadania e os direitos humanos, destrói sonhos e dignidade.


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Cotação
Dólar
Euro
31/12 20:00

Notícia Exata © 2010 - 2018 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo