Alta Floresta (MT), 23 de abril de 2018 - 23:42

Replay

Cidades

08/01/2018 14:13 Fernando Prado - Gazeta Digital

Servidores de Sinop recuam de greve e recorrem contra liminar

Servidores municipais de Sinop (500 km ao norte de Cuiabá) decidem não aderir à greve anunciada na semana passada para começar nesta segunda-feira (8). De acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura, eles não deflagraram o movimento grevista por ter sido considerado inconstitucional pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT).

Conforme o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Sinop, Adriano Perotti, os servidores acataram a liminar do TJMT deferida a favor Prefeitura de Sinop. “Ainda não fomos comunicados oficialmente sobre a decisão, mas como já tomamos conhecimento através da mídia vamos respeitar e suspender. Porém, assim que o documento chegar vamos entrar com recurso”, afirmou ao site Só Notícias.

Na semana passada, eles anunciaram que entrariam em greve em razão do não atendimento de reivindicações feitas à prefeita Rosana Martinelli (PR) como: a convocação dos concursados, o pagamento de adicional de insalubridade aos profissionais que tenham direito, bem como a aquisição equipamentos de proteção individual e uniformes para os profissionais que executam as atividades meio, como agentes comunitários de saúde e motoristas, por exemplo.

O sindicalista informou ainda que no próximo dia 19, os servidores se reunirão com a prefeita Rosana Martinelli para discutir sobre as reinvidicações da categoria. “Para os pedidos apenas são apresentados ofícios subjetivos, com datas até no meio do ano. Isso não é resposta é enrolação. Tem que ter prazo. Isso é para tal data e isso para outra data”, declarou Perotti.

Os servidores cobram também condições de melhoria de trabalho, a obtenção de transportes coletivos para servidores da secretaria de obras e a garantia da segurança do prédio onde funciona a Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, em virtude da mudança do setor para o armazém da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), desativado há anos.

Na última quinta-feira, o desembargador José Zuquim Nogueira, do Tribunal de Justiça, concedeu a liminar requerida pela Prefeitura, em ação declaratória de ilegalidade de greve. Na liminar, ele determinou que o sindicato se abstivesse da greve, sob pena de multa diária de R$ 20 mil, em caso de descumprimento. O desembargador concluiu que há o interesse da administração pública em estabelecer diálogo com o sindicato, considerando ainda o impacto no atendimento a população e nos cofres públicos.


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Cotação
Dólar 3,4394
Euro 4,2078
23/04 10:45

Notícia Exata © 2010 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo