Alta Floresta (MT), 22 de outubro de 2017 - 00:00

Cidades

29/09/2017 08:27 Redação Notícia Exata

Alta Floresta: em sessão conturbada vereadores aprovam em regime urgência alteração em código tributário

A postura adotada por 9 vereadores da câmara municipal de Alta Floresta ontem, quinta-feira (28), decepcionou grande parte da população, isso porque os mesmos não honraram com a palavra dada durante reunião com entidades e aprovaram em regime de urgência um projeto de lei que altera o código tributário (impostos) do município.

Com a aprovação, os aumentos nos impostos já passam a valer a partir de janeiro de 2018. Ao todo são 14 artigos alterados na lei.

Em regime de urgência, deu entrada no poder legislativo o projeto de lei 1.928∕2017 que altera o código tributário, devido ao elevado número de mudanças, alguns vereadores foram contrários ao regime de urgência.

Antes da sessão extraordinária marcada para ocorrer às 12h00, alguns vereadores chegaram a solicitar que o projeto tramitasse normalmente na casa de leis, possibilitando assim a discussão e possíveis alterações.

O assunto também chamou a atenção de entidades, que no período da manhã de ontem chegaram a se reunir com os vereadores e tiveram a garantia que o regime de urgência seria derrubado, porém, a promessa não foi cumprida.

Ainda no decorrer de ontem, quinta-feira (28), os vereadores receberam novo memorando, comunicando que a sessão extraordinária seria realizada às 17h00.

Ao contrário do acordado com entidades, entre elas Rotary, Sindicato Rural, CDL, Simenorte e outras, os vereadores (não a maioria), tramitaram o projeto em regime de urgência e aprovaram o mesmo, sem alterações.

Votaram contrários ao regime de urgência os vereadores Dida Pires, Mequiel Zacharias, Elisa Gomes e Cida Sicuto.

O próprio prefeito Asiel Bezerra teria dado entrevista relatando que tiraria o regime de urgência, mas fontes relatam que assessores do executivo se reuniram com vereadores e voltaram a pedir o regime de urgência.

Fontes relatam que até um vereador que estava de licença médica foi chamado às pressas para votar o projeto em questão e garantir a aprovação.

Na manhã desta sexta-feira (29), a vereadora Elisa Gomes disse estar preocupada com a forma com que o projeto foi aprovado.

“Foi feita uma reunião onde o próprio prefeito entendeu que o projeto não precisava tramitar em regime de urgência, as entidades precisam analisar porque foram muitas as mudanças, algumas precisam ser estudas, mas o que é certo é que terá aumento em vários impostos, entre eles o IPTU”, disse.

A vereadora estranhou a mudança de posicionamento do executivo. “Não sei o que ocorreu, após essa reunião com as entidades alguns vereadores voltaram a se reunir com a parte jurídica da prefeitura e decidiram votar”, pontuou.


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Cotação
Dólar
Euro
31/12 20:00

Notícia Exata © 2010 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo