Alta Floresta (MT), 23 de abril de 2019 - 03:59

Agronegócios

19/03/2019 05:12 Marianna Peres - Diário de Cuiabá

MT lidera volume de abates por mais um ano

Por mais um ano consecutivo, Mato Grosso liderou o número de bovinos abatidos no país, durante 2018. A expansão anual foi de 8,6%, refletindo o acréscimo de 414,73 mil cabeças em relação ao saldo do ano anterior. O Estado detém o maior rebanho nacional de bovinos. 

Conforme dados divulgados ontem pelo IBGE, por meio da Pesquisa Trimestral do Abate de Animais, Mato Grosso abateu 5,21 milhões de cabeças ante as 4,80 milhões acumuladas no período de janeiro a dezembro de 2017. 

O abate de bovinos cresceu 3,4% no país, no ano passado, atingindo 31,90 milhões de cabeças. Foi a segunda alta consecutiva na série histórica anual, após três anos de queda. 

No ranking das UFs, Mato Grosso continua liderando o abate de bovinos, com 17,4% da participação nacional, seguido por Mato Grosso do Sul (10,0%) e Goiás (9,4%). 

Em 2018, foram abatidas 31,90 milhões de cabeças de bovinos, um aumento de 3,4% (1,03 milhões de cabeças) em relação a 2017. Essa foi a segunda alta consecutiva na série histórica anual. O crescimento foi impulsionado por aumentos em 17 das 27 Unidades da Federação, sendo os mais expressivos em Mato Grosso (+414,73 mil cabeças), Rio Grande do Sul (+205,13 mil), Paraná (+157,50 mil), Rondônia (+125,93 mil), São Paulo (+122,73 mil), Tocantins (+86,94 mil), Santa Catarina (+44,32 mil), Minas Gerais (+33,88 mil) e Goiás (+27,90 mil). As quedas mais intensas ocorreram no Mato Grosso do Sul (-142,20 mil cabeças), Pará (-27,89 mil), Maranhão (-25,60 mil) e Espírito Santo (-23,15 mil). 

Já no 4º trimestre de 2018, foram abatidas 8,14 milhões de cabeças de bovinos, quantidade 1,0% maior que a do 4° trimestre de 2017 e 1,7% inferior à do 3º trimestre. O Centro-Oeste apresentou a maior proporção de abate de bovinos no período, 36,9% do total, seguida pelas Regiões Norte (20,6%), Sudeste (20,3%), Sul (13,0%) e Nordeste (9,2%). 

O abate de 82,88 mil cabeças de bovinos a mais no 4º trimestre de 2018, em relação ao mesmo período do ano anterior, foi impulsionado por aumentos em 12 das 27 Unidades da Federação (UFs). Entre aquelas com participação acima de 1,0%, ocorreram variações positivas em: Mato Grosso (+126,24 mil cabeças), Tocantins (+77,33 mil cabeças), Rio Grande do Sul (+36,57 mil cabeças), Paraná (+24,78 mil cabeças), Pará (+21,94 mil cabeças) e Santa Catarina (+10,02). 

Em contrapartida, as maiores reduções ocorreram em: Mato Grosso do Sul (-56,26 mil cabeças), São Paulo (-45,55 mil cabeças), Minas Gerais (- 44,81 mil cabeças), Goiás (-40,78 mil cabeças) e Maranhão (-19,72 mil cabeças). 

Em nível estadual, na comparação entre o 4º trimestre de 2017 e 2018, Mato Grosso registrou um acréscimo de 10,8% nas exportações de carne bovina, mantendo a liderança do ranking. Os principais destinos da carne exportada pelo Estado foram: Vietnã (15,8%), Irã (14,0%), China (10,5%) e Espanha (10,0%). As exportações de São Paulo e Goiás também apresentaram aumentos respectivos de 10,2% e 23,4%. Entre os estados responsáveis por mais de 1,0% das exportações brasileiras, apenas o Pará teve redução, uma variação negativa de 4,8% no total destinado. 


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Notícia Exata © 2010 - 2018 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo