Alta Floresta (MT), 21 de janeiro de 2019 - 07:19

Agronegócios

19/12/2018 05:29 Marianna Peres - Diário de Cuiabá

Produtores se preparam para colheita em Mato Grosso

Enquanto importantes produtores de soja no Brasil estão apreensivos com a interrupção das chuvas e as altas temperaturas, como no Paraná, Rio Grande do Sul e no Mato Grosso do Sul, em Mato Grosso a boa reserva hídrica no solo tem permitido que as preocupações estejam voltadas aos preparativos à colheita dos primeiros talhões da nova safra que deve ter início antes do Natal em lavouras do médio norte e oeste do Estado. 

A expectativa dos trabalhos foi percebida pela consultoria AgRural: “mesmo com a redução nos volumes de chuva, os solos ainda contam com boas reservas de umidade. Em Mato Grosso, as primeiras áreas do médio norte e do oeste do estado devem começar a ser dessecadas confirmando a intenção de colheita nos próximos dias”. 

AgRural já havia alertado sobre a preocupação dos produtores de soja com a falta de chuva no Paraná e em Mato Grosso do Sul. Na semana passada o tempo continuou seco nos dois estados e, para piorar, as temperaturas subiram acima do esperado. “Ainda não se pode falar em quebra de safra, mas já há perda de potencial e as produtividades devem ficar abaixo da expectativa inicial dos produtores. As regiões que correm maior risco são o oeste do Paraná e o sul de Mato Grosso do Sul”. 

A boa notícia para os produtores é que as previsões de chuva, que não estavam muito animadoras, agora mostram volumes maiores para os dois estados na segunda quinzena de dezembro. Se essas chuvas vierem, as perdas serão menores do que se especula até o momento. Em contrapartida, se as precipitações não se confirmarem, a produtividade será mais severamente afetada. As temperaturas também merecem atenção, já que tendem a continuar altas, especialmente em Mato Grosso do Sul. 

A área de 35,9 milhões de hectares destinada à soja na safra 2018/19 do Brasil estava 98% plantada até quinta-feira (13), de acordo com levantamento da AgRural. Uma semana antes, o índice era de 96%. Os estados que ainda estão com plantadeiras em campo são Rio Grande do Sul, Maranhão, Tocantins, Piauí e Pará. Um ano atrás, a semeadura da safra 2017/18 ainda estava em curso, mas a AgRural já havia encerrado os levantamentos da temporada. 

Em 30 de novembro, a AgRural estimou a produção brasileira de soja na safra 2018/19 em 121,4 milhões de toneladas. Mesmo com as dificuldades enfrentadas em áreas do Paraná e de Mato Grosso do Sul na primeira quinzena de dezembro, o número, por ora, segue o mesmo. A estimativa será revisada em meados de janeiro. Conab e USDA vieram com números semelhantes aos da AgRural. Os dois órgãos estimaram a safra 2018/19 do Brasil em 120,1 milhões e 122 milhões de toneladas, respectivamente. 


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Notícia Exata © 2010 - 2018 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo