Alta Floresta (MT), 19 de fevereiro de 2018 - 15:41

Agronegócios

24/01/2018 07:12 Assessoria

Regulagem e manutenção das máquinas agrícolas podem influenciar na rentabilidade do produtor

Não somente as plantadeiras e colheitadeiras, como todas as máquinas e implementos agrícolas utilizados numa propriedade rural desempenham fundamental papel na agricultura. Quando bem reguladas e com a manutenção feita de acordo com o manual garantem o sucesso da cultura, economia e até se pode dizer que contribuem para o aumento de rentabilidade. A utilização de máquinas na execução das mais diversas operações, dentro de uma propriedade rural tem o objetivo de realizar tarefas de uma forma mais rápida, eficiente e com maior conforto para o operador, permitindo aumento da capacidade individual de trabalho e produtividade.

A manutenção preventiva, é a mais indicada porque tem o objetivo de manter a máquina, sempre em condições ideais de utilização e conservação, a fim de que a mesma execute adequadamente suas tarefas. No entanto o produtor não está livre de imprevistos pelo uso inadequado, danificação acidental, desgaste da máquina ou componente e/ou defeito de fabricação. A ocorrência destes fatos leva a execução da manutenção corretiva.

Uma recomendação importante, quando se fala de manutenção, é evitar o acúmulo de pequenos defeitos ou problemas, os quais podem levar a uma maior danificação da máquina, com a consequente perda de tempo e aumento no dispêndio de recursos para efetuar os consertos. Uma adequada manutenção, ajustes corretos e um armazenamento apropriado após sua utilização, são fatores importantes que vão permitir às máquinas e implementos agrícolas trabalharem de maneira correta por um grande período de tempo, com um mínimo de gastos, evitando-se a ocorrência de contratempos durante seu uso.

Em Mato Grosso, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR-MT) oferece diversos treinamentos com carga horária de 40 horas de manutenção de máquinas e implementos agrícolas. Os interessados devem procurar o Sindicato de Produtores Rurais de seu município para ver se há turmas previstas para este ano e se há vagas. Já para saber que tipo de treinamento o SENAR-MT em parceria com os Sindicatos Rurais oferece, basta acessar os http://www.senarmt.org.br.

Regulagem e operação de implementos agrícolas para semeio é um destes treinamentos. O objetivo é mostrar ao participante o processo de regulagem e operação de implementos agrícolas para semeio. O conteúdo inclui assuntos como modelos de equipamentos para plantio, potência do trator, acoplamentos da semeadora, regulagem, manutenção e noções de operação da semeadora. Mas não é só isso, os participantes também têm noções de operação da semeadora, qualidade do plantio, limpeza do equipamento e até o destino das sobras.

Dicas

– A revisão da plantadeira é indicada a cada entressafra para verificar se há peças desgastadas ou quebradas na safra anterior. É importante realizar uma inspeção geral nos elementos de corte e de deposição de adubo, engrenagens, correntes de transmissão, discos duplos de corte do carrinho da semente, limitadores de profundidade, compactadores, condutores de adubo e semente e, principalmente, nos seus componentes de distribuição. A lubrificação do equipamento deve ser feita no início do plantio e durante todo o período de utilização, de acordo com as orientações do fabricante.

– A regulagem de nivelamento deve ser feita em uma área plana para que todo o equipamento esteja nivelado longitudinal e transversalmente. A regulagem incorreta pode ocasionar sementes superficiais ou muito profundas. A penetração dos discos de corte no solo deve ser solucionada ajustando sua posição (altura) e pressão nas molas.

– Se o número de linhas da plantadeira for ímpar, usar o centro do chassi como parâmetro. No caso de utilização de número par de fileiras, usar o centro do chassi como base e colocar as duas linhas à meia distância do centro. É importante verificar se todas as linhas trabalham alinhadas atingindo a profundidade desejada. É importante verificar as linhas que operam no rastro do trator e, se necessário, aumentar a pressão nas molas para uniformizar a profundidade com as demais.

– Há vários tipos de plantadeira disponíveis no mercado brasileiro, com diferentes sistemas e capacidades operacionais. As máquinas mais robustas chegam a semear 48 linhas de soja, com espaçamento de 45 centímetros. Cabe ao produtor conhecer bem seu maquinário para conseguir extrair dele o melhor resultado. É preciso conciliar a variedade de soja que está trabalhando com a recomendação de população por hectare, sistema de fertilização adequada e a qualidade de colocação da semente no solo. Quanto melhor for a distribuição das plantas, melhor o potencial produtivo.


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Cotação
Dólar 3,2353
Euro 4,004
19/02 11:00

Notícia Exata © 2010 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo