Alta Floresta (MT), 14 de dezembro de 2017 - 21:56

Agronegócios

19/09/2017 08:17 Assessoria

Piscicultura pode ser uma alternativa para incrementar a renda do produtor rural

De acordo com a Associação Brasileira de Piscicultura (Peixe BR), Mato Grosso ocupa o quarto lugar no ranking dos maiores produtores de peixe do Brasil. Apesar disso os piscicultores apontam dezenas de dificuldades e reclamam da falta de apoio no desenvolvimento da cadeia produtiva. Apesar deste panorama, o que se vê em muitos municípios mato-grossenses é o desenvolvimento da atividade por pequenos produtores. "É uma forma de diversificar a produção e ganhar um dinheirinho a mais", conta o pecuarista Romário Augusto Souza.

Ainda de acordo com a Associação, Mato Grosso conta com aproximadamente sete indústrias frigoríficas de peixe com Selo de Inspeção Federal (SIF). Conforme dados da Associação, o consumo de peixe do mato-grossense é de 12 quilos/ano em média, enquanto que do brasileiro é de aproximadamente 10 quilos/ano.

Cuiabá, Várzea Grande, Sorriso, Alta Floresta e Nossa Senhora do Livramento são os principais núcleos de produção de Mato Grosso. Maurício Soares Reis começou a desenvolver a piscicultura em Sorriso, faz dois anos e já tem 10 tanques. "É preciso pesquisar bastante e investir na capacitação e qualificação dos profissionais que vão trabalhar. A alimentação, a despescas também são ações que merecem uma atenção especial".

18 - set - foto 3 - piscicultura

Em 2016, de acordo com anuário organizado pela Associação Brasileira da Piscicultura (PeixeBR), Mato Grosso foi responsável pela produção de 59,9 mil toneladas de peixe, o equivalente a 9,4% de toda a produção brasileira. À frente do Mato Grosso, também segundo o anuário, estão Paraná (com 93,6 mil toneladas), Rondônia (que produziu 74,75 mil toneladas) e São Paulo (com 65,4 mil toneladas).

De acordo com o presidente da Associação dos Aquicultores de Mato Grosso (Aquamat), Daniel Garcia de Carvalho Melo, a entidade possui 300 aquicultores. O Estado tem cerca de 1.000 produtores e as principais espécies criadas são tambatinga, tambaqui e o pintado da Amazônia.

INICIATIVA DIFERENCIADA – Reeducandos da Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Ferreira, em Sinop, município a cerca de 500 quilômetros de Cuiabá, serão os primeiros do Sistema Prisional do estado a trabalhar com um projeto de piscicultura. A iniciativa, voltada para trabalhar a qualificação e ressocialização dos reeducandos está na fase de formação dos tanques pesqueiros.

Um grupo de 20 reeducandos concluiu treinamento teórico e prático com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT), no último mês de agosto. Destes, cinco devem começar a trabalhar na piscicultura assim que os tanques estiverem prontos e conforme a demanda por mão de obra qualificada aumentar incluídos outros reeducandos ao projeto.

18 - set - foto 4 - com legendaReeducandos de Sinop participam de treinamento do SENAR-MT sobre piscicultura

No treinamento do SENAR-MT, os participantes aprenderam noções de administração de pequenas propriedades rurais, associativismo e cooperativismo, gestão e comercialização da pesca e extrativismo, relacionamento interpessoal e atendimento ao cliente. Na parte prática do curso, os alunos vivenciaram manejo e criação, com aulas sobre construção de viveiros escavados, tanques-rede e monitoramento da água. Além disso, os participantes também conversaram sobre planejamento e desenvolvimento da piscicultura.

O Projeto Tilápia é resultado da parceria entre a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Conselho da Comunidade e Prefeitura de Sinop. Além da possibilidade de ofertar trabalho aos reeducandos com qualificação profissional, o projeto também vai trabalhar a sustentabilidade, uma vez que os efluentes produzidos serão empregados na irrigação da horta já cultivada em uma área externa da penitenciária.

18 - set - foto 5 - com legendaParticipantes de treinamentos do SENAR-MT em visita Técnica

O SENAR-MT oferece mais de 10 treinamentos para qualificar e capacitar profissionais para atuarem especificamente na cadeia produtiva da piscicultura. Os interessados em saber mais sobre os treinamentos podem visitar o www.senarmt.org.br ou procurar o Sindicato de Produtores Rurais de seu município para saber quais os treinamentos já estão programados para 2018.


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Cotação
Dólar 3,3382
Euro 3,9524
14/12 10:55

Notícia Exata © 2010 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo